Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esportes
Publicidade

Japão protagoniza mais uma zebra, vira contra a Espanha e se classifica em primeiro

Com a vitória, a seleção nipônica terminou na primeira colocação do Grupo E. Na próxima fase, enfrenta a Croácia

Copa do Mundo|Do R7


Virada japonesa veio após gol analisado pelo VAR
Virada japonesa veio após gol analisado pelo VAR

Mais uma zebra japonesa na Copa do Catar! A seleção asiática bateu a Espanha por 2 a 1, no estádio Internacional Khalifa, em Doha. O resultado não eliminou a Fúria, mas classificou os japoneses em primeiro no Grupo E.

Após ter surpreendido os alemães na estreia, a equipe nipônica tropeçou contra a Costa Rica na última rodada. Mas, com a vitória de hoje, chegou aos seis pontos na tabela.

Os espanhóis, por sua vez, terminaram a primeira fase com o mesmo número de pontos dos alemães, quatro. No entanto, foi superior ao time de Hans Flick no saldo de gols e avançou para as oitavas em segundo.

Mesmo com a vitória sobre os costa-riquenhos, a Alemanha não conseguiu avançar da fase de grupos pela segunda Copa consecutiva.

Publicidade

O jogo

A primeira boa chegada ficou por conta da Fúria. Após bate e rebate na grande área japonesa, a bola sobrou para Busquets, que chutou por cima da meta de Gonda.

Na sequência, a seleção nipônica roubou a bola no campo ofensivo e mandou para a área. A sobra ficou com o lateral-direito Ito, que chutou rasteiro na lateral da rede de Unai Simón.

Publicidade
Nas oitavas, teremos Japão e Croácia, Espanha e Marrocos
Nas oitavas, teremos Japão e Croácia, Espanha e Marrocos

O equilíbrio durou pouco. A boa troca de passes do time espanhol resultou em bola levantada na área. Morata subiu mais do que todo mundo e abriu o placar da partida.

No entanto, com o gol, o jogo perdeu o ritmo, com o Japão fechado para não correr mais risco, e a Espanha trocando passes no meio-campo sem a menor objetividade.

Publicidade

Segundo tempo

Para a etapa final, o técnico japonês Hajime Moriyasu mexeu no time e deu certo. Após roubada de bola no campo ofensivo, Doan, que havia entrado no lugar de Cubo, acertou um chutaço de fora da área. Japão 1, Espanha também 1.

Alguns minutos depois, a seleção nipônica chegou ao segundo gol, não validado de imeditado pela arbitragem, que acusou saída de bola antes de Tanaka ter balançado o barbante. No entanto, com auxílio do VAR, a virada japonesa foi confirmada.

Com isso, a Fúria voltou a ter maior posse de bola, sem que essa vantagem fosse revertida em chances reais de gol. Isso porque os Samurais Azuis estavam fechadinhos na defesa. No finalzinho, a Roja ainda chegou com Olmo pela direita. O atacante soltou a bomba, mas Gonda defendeu.

Mas não houve jeito: teve zebra! Vitória japonesa sobre a Espanha, que assegurou a liderança do Grupo E para a equipe de Hajime Moriyasu.

Próximos jogos

Classificado para as oitavas como a primeira colocada do Grupo E, o Japão terá pela frente a Croácia, que apresentou a segunda melhor campanha do Grupo F. O jogo acontece na próxima segunda (5), às 12h (de Brasília), no estádio Al-Janoub, na cidade catari de Al-Wakrah.

Já a Espanha, a segunda colocada da chave, com quatro pontos, enfrenta o Marrocos na terça (6), também às 12h, em partida marcada para o estádio Cidade da Educação, em Doha.

Ficha técnica

JAPÃO 2 X 1 ESPANHA

Data e horário: 1º de dezembro de 2022, às 16h

Local: estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar

Arbitragem: Victor Gomes (África do Sul)

Assistentes: Zakhele Siwela (África do Sul) e Souru Phatsoane (Lesoto)

VAR: Fernando Guerrero (México)

Gols: Morata (Espanha), aos 10' do 1º T; Doan (Japão), aos 2' do 2º T; Tanaka (Japão), aos 5' do 2º T

Cartões amarelos: Itakura (Japão), aos 38' do 1º T; Taniguchi (Japão), aos 43' do 1º T; Yoshida (Japão), aos 44' do 1º T

JAPÃO: Gonda; Itakura, Yoshida, Taniguchi; Junya Ito, Tanaka (Endo), Morita, Nagatomo (Mitoma); Kamada (Tomiyasu), Kubo (Doan), Maeda (Asano). Técnico: Hajime Moriyasu.

ESPANHA: Unai Simon; Azpilicueta (Carvajal), Rodri, Laporte e Álex Balde (Jordi Alba); Busquets, Gavi (Ansu Fati) e Pedri; Ferrán Torres (Nico Williams), Morata (Asensio) e Olmo. Técnico: Luis Enrique.

Abaixo saiba quem é Neuza Back, que fez parte do primeiro trio de arbitragem só de mulheres em Copa do Mundo:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.