Copa do Mundo Argentina supera ameaças de eliminação e agora tem caminho tranquilo até as quartas da Copa

Argentina supera ameaças de eliminação e agora tem caminho tranquilo até as quartas da Copa

Time de Lionel Messi enfrentará Austrália na próxima fase e vencedor de Holanda X Estados Unidos se avançar no Catar 2022

  • Copa do Mundo | André Avelar, do R7, em Doha, no Catar

Lionel Messi disse que Argentina deu apenas um passo importante rumo a um objetivo maior

Lionel Messi disse que Argentina deu apenas um passo importante rumo a um objetivo maior

PETER CZIBORRA/REUTERS - 30.11.2022

A Argentina esteve perto de ser eliminada algumas vezes nesta Copa do Mundo. Agora, classificada para as oitavas de final, depois da vitória desta quarta-feira (30), no estádio 974, se vê em um caminho teoricamente tranquilo até pelo menos as quartas de final no Catar 2022.

O triunfo sobre a Polônia, no estádio dos contêineres, às margens da baía de Doha, era fundamental para conseguir cair em um lado mais fácil da chave. Os poloneses, por exemplo, que ficaram com a segunda colocação do Grupo C, enfrentarão os franceses, mais bem colocados no D, na próxima fase.

Confrontos das oitavas de final da Copa do Mundo

Sábado (3/12) - Ahmad Bin Ali - Argentina X Austrália
Domingo (4/12) - Al Thumama - França X Polônia

O técnico Lionel Scaloni já havia dito que a primeira colocação era fundamental para a equipe. Sem necessariamente entregar o motivo, o comandante sabe que Austrália e Estados Unidos e Holanda (daí o rival das quartas de final) são adversários igualmente longe do seu melhor momento. Na entrevista coletiva oficial, disse que nenhum oponente será fácil.

“Quem pensa que agora, contra a Austrália, será fácil está equivocado. Está muito equivocado. Ainda mais quando se defende o seu país, dobram-se os esforços dos jogadores”, disse o treinador da La Scalonetta. “São todos rivais difíceis. Pode ganhar um europeu, um sul-americano, um africano, e também pode perder. Como foi a sensação que tivemos contra a Arábia. E assim é o futebol.”

Ainda na saída de campo, o craque Lionel Messi disse para os jornalistas argentinos que a classificação representou apenas “mais um passinho” rumo a um objetivo maior.

“Precisávamos ganhar para sermos os primeiros. Jogamos uma grande partida e, por sorte, no segundo tempo pode sair o gol. O mais importante é que passamos de fase e voltamos a ser a equipe que queríamos ser”, disse Messi, que também avaliou o próximo confronto como “duríssimo”.

Mesmo a Holanda, três vezes vice-campeã mundial, tem uma geração nova, que se refez após a decepção de não ter se classificado para a Rússia 2018. Do lado da Polônia, para efeito de comparação, a coisa é mais complicada. Além da atual campeã, França, enfrentaria Inglaterra ou Senegal nas quartas.

Mais adiante, em uma eventual semifinal, aí, sim, a Argentina poderia cruzar pela primeira vez com campeões mundiais, como Brasil ou Espanha.

A Argentina enfrentará a Austrália, no Ahmad Bin Ali, no sábado (3), e a Polônia medirá forças contra a França, no Al Thumama, no dia seguinte.

Da tensão ao êxtase: como a torcida da Argentina viveu a classificação

Últimas