Copa do Mundo 2014 Brilho de Neymar apaga gol contra e Brasil vence a Croácia na abertura da Copa do Mundo

Brilho de Neymar apaga gol contra e Brasil vence a Croácia na abertura da Copa do Mundo

Camisa 10 assume papel de protagonista e é o melhor em campo no Itaquerão

Brilho de Neymar apaga gol contra e Brasil vence a Croácia na abertura da Copa do Mundo

Neymar fez o que se esperava dele nesta quinta-feira (12), diante da Croácia, no Itaquerão, e foi o principal nome da vitória da seleção brasileira por 3 a 1, de virada, em partida que marcou a abertura da Copa do Mundo de 2014 e começou com um susto na torcida dos donos da casa.

Classificação e jogos

Marcelo, ao tentar consertar um erro de posicionamento da defesa, acabou fazendo contra o primeiro gol da Copa do Mundo. Para sorte dele, no entanto, Neymar estava em campo.

Insinuante e abusado, o camisa 10 ainda quebrou um tabu que já durava duas Copas, ao marcar, aos 27 minutos do primeiro tempo, o gol que abriu o caminho para a virada.

A última vez que um camisa 10 da seleção brasileira marcou gols em Copa do Mundo foi em 2002, com Rivaldo, na caminhada que terminou com a conquista do pentacampeonato sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Cerimônia de Abertura da Copa 2014 explode o Itaquerão de alegria

Neymar, no entanto, não jogou sozinho, como ele próprio previu em coletiva no dia anterior à partida. O craque do Barcelona contou com o auxílio precioso de Oscar, já que Fred e Hulk não estiveram em seus melhores dias.

Foi de uma trama com Oscar que nasceu o gol de empate ainda no primeiro tempo, em chute de canhota. Na etapa final, Neymar voltou a brilhar, cobrando com maestria o pênalti sofrido por Fred e dando a virada aos 27 minutos.   Ainda teve tempo para Oscar participar da festa e fazer boa jogada individual. O meia chutou rasteiro de fora da área, no cantinho, e fechou o placar para o Brasil aos 46 minutos da segunda etapa.

O único alerta a Neymar, mais uma vez, é no campo da disciplina. O craque levou um cartão amarelo desnecessário ao atingir um adversário com o braço, e já fica pendurado para as próximas partidas da seleção, correndo o risco de virar desfalque quando Felipão mais precisar de seu talento.

Acompanhe a página de Copa do Mundo do R7