Futebol Cirurgia de Maradona para retirada de coágulo na cabeça foi um sucesso

Cirurgia de Maradona para retirada de coágulo na cabeça foi um sucesso

Eterno camisa 10 da seleção argentina apresentou hematoma subdural, do lado esquerdo do cérebro, que teria sido causado devido a  queda doméstica

  • Futebol | Do R7

Fãs cercaram hospital em que Diego Maradona passava por exames de rotina

Fãs cercaram hospital em que Diego Maradona passava por exames de rotina

Matias Baglietto/Reuters - 3.11.2020

Diego Armando Maradona passou na noite desta terça-feira (3) por uma cirurgia para drenar uma pequena hemorragia no cérebro. O procedimento durou cerca de uma hora e trinta minutos na Clínica Olivos, em La Plata, na Argentina. Segundo a imprensa daquele país, a intervenção transcorreu normalmente e foi considerada um sucesso.

O eterno camisa 10 da seleção argentina havia sido internado na última segunda no Sanatorio Ipensa, também na província de Buenos Aires, para o que a equipe médica dizia ser um procedimento de rotina. Apesar da procura por exercícios físicos na quarentena, o hoje técnico do Gimnasia y Esgrima apresentava quadro depressivo e de dependência de álcool nos últimos dias.

Nessa bateria de exames, para a qual inclusive ficou internado, o médico Leopoldo Luque identificou um hematoma, do lado esquerdo da cabeça, que teria se formado devido a um acidente doméstico. Além do hematoma subdural, que Luque disse ser um procedimento simples, Maradona também sofria de anemia e desidratação.

A decisão pela operação de urgência foi tomada na tarde desta terça e o ex-jogador foi transferido de ambulância para a clínica. Em pouco tempo, fãs do craque cercavam a clínica. Antes da operação, Luque disse, cercado por jornalistas, que Dieguito estava lúcido e de acordo com o procedimento. O histórico de saúde conturbado e a idade são agravantes para o caso.

Maradona completou 60 anos na última sexta e, desde então, não se mostrou bem disposto fisicamente. O treinador sequer conseguiu acompanhar toda a partida do Gimnasia, em sua estreia no Campeonato Argentino.

Maradona 60 anos: o herói 'torto' que é amado pelos argentinos

Últimas