Campeonato Carioca Pedro Raul é apresentado com a 9 do Vasco e quer seleção brasileira

Pedro Raul é apresentado com a 9 do Vasco e quer seleção brasileira

Vice-artilheiro do Brasileirão, atacante assinou um contrato de três anos, com 100% dos direitos econômicos para o clube carioca

Pedro Raul chegou como camisa 9 do Vasco para a temporada 2023

Pedro Raul chegou como camisa 9 do Vasco para a temporada 2023

Daniel Ramalho/Vasco

Pedro Raul vestiu a camisa 9 do Vasco e foi apresentado oficialmente em entrevista coletiva nesta segunda-feira (19) no CT Moacyr Barbosa, no Rio de Janeiro. 

"Com muita satisfação apresentamos o primeiro reforço, na altura de um reforço pra essa reformulação que estamos fazendo. Pedro assinou um contrato de três anos, o Vasco comprou 100% dos direitos econômicos. Desejo que tenha um excelente ano, sua carreira está em ascensão e vamos dar toda a estrutura para você seguir em evolução", disse o diretor do clube.

O atacante falou pela primeira vez como jogador do Vasco e mostrou muita ambição na temporada. "Escolhi o Vasco pelo tamanho do clube. Tive outras oportunidades de vir para cá, mas infelizmente não deram certo. Quando recebi a ligação do Paulo Bracks, deixei claro aos meus empresários que era o que eu queria. Tenho o objetivo claro de chegar à seleção e vou trabalhar muito para isso. O Vasco é um clube gigante, tem que disputar grandes coisas. É um grupo jovem, esse ano tenho certeza que tudo vai dar certo com o apoio da torcida."

OUTROS TRECHOS DA APRESENTAÇÃO:

OBJETIVO PARA 2023
Meu objetivo é ser melhor do que fui em 2022. Quero repetir, dar sequência e assim conseguir esses números. O camisa 9 é a referência das equipes, o jogador que fica mais perto do objetivo de todo time, que é o gol. Acredito que estou pronto para assumir esse desafio. Vou trabalhar muito todos os dias para estar à altura para ser o camisa 9 do Vasco.

PROJETO
Todo clube que vem da Série B passa por um processo de reestruturação, de montagem de elenco, e eles me passaram uma confiança na SAF, de um projeto que vai montar um grupo competitivo. É um projeto de médio a longo prazo, acredito que é um projeto que se encaixe comigo, de ter a segurança de jogar em um grande clube, em um gigante como o Vasco, e ter a certeza de que vai em busca de títulos também.

MAURÍCIO BARBIERI
Eu já enfrentei o Barbieri algumas vezes, sei que ele forma equipes competitivas, que gostam de ter a bola, e eu me adapto muito a isso, por que eu gosto de participar do jogo. São equipes ofensivas, e isso ali para nós da frente nos facilita e nos ajuda muito.

TIME COMPETITIVO
Eu tenho certeza que essa questão está em boas mãos [contratações], o Paulo Bracks e o Abel Braga têm total ciência do que o Vasco precisa, estou ansioso para jogar e fazer meu primeiro gol, e essa questão é com eles, mas está em boas mãos, sim.

SELEÇÃO BRASILEIRA
Todo clube do tamanho do Vasco tem que ter jogadores na seleção. Tem que buscar esse perfil, é cabível, e vou dar minha vida para o Vasco ter um jogador na seleção brasileira, não nego que é meu principal objetivo. Sei que tenho que render em campo, fazer meus gols e trabalhar muito.

REFERÊNCIAS
Em relação a esses jogadores que jogaram aqui, o Roberto eu sei do tamanho que ele representa para um camisa 9 no cenário do futebol brasileiro, é o maior artilheiro do clube, tem um recorde no Brasileirão, e o Romário e o Edmundo são caras que eu vi jogar.

FORÇA MENTAL
Eu tenho um cuidado fora de campo com questão de treino extraclube, cuidado com minhas pernas, que são minha ferramenta de trabalho, e principalmente com minha cabeça e com meu corpo. Eu tive um acompanhamento no Japão que me abriu em relação à questão mental, e o cuidado com as suplementações que faz toda a diferença no futebol. E, sobre eu ter estourado no ano passado, eu acho que faz parte da maturação do atleta, estou chegando ao auge da idade de todo atleta, e fora isso estes cuidados extracampo que me possibilitam para que dentro dos 90 minutos eu possa estar preparado para tudo que aconteça.

DICAS DE EX-COMPANHEIRO
Sobre a conversa com o Felipe, a gente jogava junto, né, tenho uma amizade muito próxima com ele, e ele me passou referências e me deixou mais confortável para algo que eu já estava tendendo a optar, e estava escolhendo o caminho certo e a melhor escolha.

Últimas