Esportes Vídeo mostra torcedores atacando carro de ex-dirigente do Cruzeiro

Vídeo mostra torcedores atacando carro de ex-dirigente do Cruzeiro

Grupo cercou e depredou carro de Serginho Nonato; vice-presidente de torcida organizada foi preso como suspeito do crime

  • Esportes | Shirley Barroso, da Record TV Minas

Câmeras de monitoramento registraram o momento em que o carro do ex-diretor de comunicação do Cruzeiro, Serginho Nonato, foi atacado por torcedores na manhã de terça-feira (19).

O vídeo mostra o carro do ex-dirigente subindo uma rua no bairro Concórdia, na região Noroeste de Belo Horizonte. Momentos depois, dois veículos se aproximam: um por trás e outro pela lateral esquerda do carro de Nonato.

Na sequência, quatro homens descem dos carros e começam a atacar o automóvel do cruzeirense com chutes, socos e objetos como pedras e pedaços de madeira. Outros veículos que estão na rua tentam deixar o local ao perceberem a ação. Momentos depois, Nonato arranca o carro e, durante a fuga, acaba batendo em outro veículo.

Suspeitos presos

Serginho Nonato alega ter sido perseguido pelos torcedores e identificou um dos suspeitos como sendo o vice-presidente da Máfia Azul, maior torcida organizada do Cruzeiro. A Polícia Militar entrou em contato com o suspeito que, horas depois, se apresentou junto com outros dois homens e um advogado.

Imagem mostra carro de Nonato sendo cercado

Imagem mostra carro de Nonato sendo cercado

Reprodução / Record TV Minas

Aos policiais, Nonato afirmou que teria sido ameaçado pelos torcedores. O advogado dos suspeitos nega a acusação e disse que o ataque não teria sido planejado. De acordo com o tenente Alex Barbosa, os torcedores teriam cometido o crime pela revolta com a situação do clube celeste.

— A motivação estaria relacionada com a crise vivida pelo clube desde 2019, a queda para à Série B e a manutenção do Cruzeiro na Série B.

A Polícia Civil procura identificar um quarto suspeito que aparece nas imagens. O advogado dos suspeitos, Pedro Cassimiro, diz que seus clientes não sabem quem seria este homem que ajudou no ataque.

— A informação que nós temos é que as pessoas envolvidas se apresentaram. Sobre a quarta pessoa, não temos informações.

Últimas