Cosme Rímoli Vitória do Flamengo por público no Maracanã. Grêmio já se conforma

Vitória do Flamengo por público no Maracanã. Grêmio já se conforma

Prefeitura do Rio de Janeiro e CBF são parceiras no confronto com o clube gaúcho. Felipão e seus jogadores já até programaram a viagem. A ameaça de não ir a campo não existe mais

  • Cosme Rímoli | Do R7

Flamengo goleou o Grêmio. 4 a 0, em Porto Alegre. Tem certeza de público no Maracanã

Flamengo goleou o Grêmio. 4 a 0, em Porto Alegre. Tem certeza de público no Maracanã

Alexandre Vidal/Flamengo

São Paulo, Brasil

O Flamengo tem certeza.

Já ganhou a guerra contra o Grêmio.

Não dentro do campo, apesar da goleada histórica, em plena Porto Alegre, 4 a 0, na primeira partida pelas quartas-de-final.

A batalha é sobre o Maracanã ter ou não público amanhã.

E também, por coincidência, no domingo, dia 19, pelo Brasileiro.

A diretoria está tranquila diante da ameaça gremista de não entrar em campo. E ainda mais sobre o mandato de garantia que o clube gaúcho encaminhou ao STJD. Foi o próprio STJD que autorizou o Flamengo a vender ingressos.

Todo o alarde que a direção gremista fez, em relação à falta de isonomia, ou seja, se em Porto Alegre não houve torcida, no Rio de Janeiro também não deveria ter, diminuiu muito.

Tanto que a programação está confirmada. Felipão já definiu o grupo e o time, que deverá ter alguns desfalques, já que há a certeza, até mesmo no clube gaúcho, que o Grêmio não reverterá a derrota por 4 a 0.

O Flamengo tem parceiros fortes nesse cruel duelo.

A começar pela CBF. A direção da entidade avisou que não irá interferir a favor do Grêmio, já que o clube carioca conseguiu uma liminar do STJD.

A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a presença de público e não vai voltar atrás.

A partida de amanhã tem um cunho 'científico'. Ou seja, será um evento-teste. Para 35% da capacidade do Maracanã. No domingo, aumenta. Será 40%. E ainda Flamengo e Barcelona de Guayaquil, pela Libertadores, 50%,

E a direção flamenguista já vendeu cerca de 4.500 ingressos para o confronto de amanhã. Seria certeza que a CBF teria problemas jurídicos, com a Lei do Consumidor, caso o Grêmio conseguisse vetar público amanhã. Com certeza haveria processos judiciais de quem comprou o ingresso.

A vitória do Flamengo e a confirmação dos torcedores no estádio são derrotas não só do Grêmio. Mas de outros 16 clubes que, como o Grêmio, também não concordam com o retorno desprezando o fato de o Brasil ainda estar vivendo a pandemia.

O Flamengo foi o primeiro clube a pressionar as autoridades pela volta do futebol, mesmo com o surto de Covid-19.

O primeiro que voltou a ter público, na Libertadores.

E agora, tudo indica, retornará a ter sua torcida, no Maracanã.

Para dissabor do Grêmio.

Não só amanhã, mas domingo também.

E não haverá recuo, já que a direção do clube carioca considera que deixou de ganhar mais de R$ 110 milhões com a pandemia.

O Grêmio já se prepara para uma nova derrota.

Desta vez, jurídica...

Cochilos revigorantes: Conheça segredo do sucesso de CR7

Últimas