Cosme Rímoli Sorteio foi um justo castigo para o Corinthians: Boca Juniors. E um prêmio para o Palmeiras: o Cerro Porteño

Sorteio foi um justo castigo para o Corinthians: Boca Juniors. E um prêmio para o Palmeiras: o Cerro Porteño

As oitavas foram definidas. O Corinthians decidirá sua vida contra o Boca. Se passar, deverá ter o Flamengo nas quartas. Palmeiras jogará com o Cerro e, provavelmente, o Atlético Mineiro, nas quartas

  • Cosme Rímoli | Do R7

O Corinthians teve o confronto com o clube mais forte nos bastidores da Conmebol: Boca

O Corinthians teve o confronto com o clube mais forte nos bastidores da Conmebol: Boca

AFP

São Paulo, Brasil

O castigo veio, rápido, certeiro.

E merecido.

Por menosprezar os reservas do boliviano Always Ready, o Corinthians só empatou, ontem, em Itaquera. Bastaria uma mísera vitória para terminar em primeiro no grupo E, e ter pela frente, no sorteio das oitavas de final, os segundos colocados na fase de grupos. Não venceu porque Vítor Pereira quis poupar seus jogadores.

Resultado: enfrentará em duas partidas mata-matas o Boca Juniors, o clube mais forte nos bastidores da Conmebol. Com a decisão do confronto acontecendo na Bombonera, em Buenos Aires, o que dificulta as chances de sobrevivência.

Como se não bastasse, caso o time de Vítor Pereira consiga superar o de Sebastián Battaglia, terá pela frente o vencedor de Flamengo e Tolima, nas quartas. Em uma eventual semifinal, o melhor de quatro argentinos: River Plate, Vélez Sarsfield, Colón e Talleres.

A Libertadores é a competição que a diretoria corintiana prioriza em 2022. Não só pela importância do torneio. Mas pela lucratividade. 

Nas projeções, quando o clube conseguiu se classificar, a direção calculava, no mínimo, a chegada à semifinal da competição.

Por conta do empate de ontem, e pelo encaminhamento do sorteio, será muito difícil.

Ainda que o clube argentino viva crise financeira, que impediu a montagem de um grande time, jamais é interessante para equipe alguma enfrentar o Boca Juniors em eliminatória.

Na primeira fase, o Corinthians venceu por 2 a 0, em Itaquera, e empatou, na Bombonera. 

Mas esses jogos servem apenas de referência, porque tudo mudará valendo a sobrevivência em dois confrontos. Ainda mais depois de estar provado que o elenco corintiano não é tão repleto de opções táticas e técnicas, como na partida de ontem.

A responsabilidade por esse caminho muito difícil do Corinthians é toda de Vítor Pereira. 

Por outro lado, o atual bicampeão da Libertadores, o Palmeiras, não tem muito do que reclamar do confronto nas oitavas. O Cerro Porteño também vive dificuldades financeiras e não conseguiu montar um time competitivo, vibrante. Muito pelo contrário. 

Palmeiras, o melhor time da fase de grupos, tem enorme favoritismo contra o Cerro Porteño

Palmeiras, o melhor time da fase de grupos, tem enorme favoritismo contra o Cerro Porteño

Cesar Greco/Palmeiras

É equipe instável, sem força ofensiva. Arce, ex-lateral palmeirense, é o técnico. E montou um time forte fisicamente, mas sem grande talento. Está longe da equipe de Abel Ferreira. A vantagem de decidir em casa é do clube paulista.

Em compensação, se o Palmeiras passar, deverá ter pela frente o Atlético Mineiro, nas quartas. O time de Hulk pegará o fraco Emelec, do Equador. Com a partida decisiva em Belo Horizonte.

O confronto entre palmeirenses e atleticanos traz à mente a semifinal da Libertadores de 2021, em que o time de Abel Ferreira encaminhou o bicampeonato seguido.

Caso sobreviva, o clube paulista terá pela frente o sobrevivente entre Athletico Paranaense, Libertad, Fortaleza e Estudiantes. Dos quatro, hoje, o time argentino de Ricardo Zielinski é o mais técnico, com ótimo conjunto. Mas com potencial inferior ao de Palmeiras e Atlético Mineiro.

O sorteio foi interessante para o Palmeiras.

Flamengo teve futebol instável na fase de grupos. Tolima é organizado. Mas fraco tecnicamente

Flamengo teve futebol instável na fase de grupos. Tolima é organizado. Mas fraco tecnicamente

AFP

Com adversário para dar confiança. Assim como foi para o Atlético Mineiro e o Flamengo. 

Complicado, mas longe de ser dificílimo, para o Athletico Paranaense.

Foi severo com o Fortaleza.

E punitivo para o Corinthians.

O caminho até a final da Libertadores está traçado. Sorteio trouxe confrontos interessantes

O caminho até a final da Libertadores está traçado. Sorteio trouxe confrontos interessantes

Reprodução/ESPN

O destino tornou as oitavas da Libertadores difíceis por conta do erro grave.

Da falta de preparação adequada contra o Always Ready.

A conta chegou rápido.

E terá de ser paga na Bombonera...

Relembre os casos de racismo contra times brasileiros na Libertadores 2022

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas