Cosme Rímoli Por trás da belíssima despedida de Hernanes,a frieza do São Paulo

Por trás da belíssima despedida de Hernanes,a frieza do São Paulo

Como o blog antecipou, Hernanes rescindiu seu contrato. E escolheu escrever uma belíssima carta de despedida. A diretoria do São Paulo comemora. Economizou R$ 5 milhões com a saída

  • Cosme Rímoli | Do R7

Magoado, Hernanes escreveu a mais bela carta de despedida de um jogador a seu clube no Brasil

Magoado, Hernanes escreveu a mais bela carta de despedida de um jogador a seu clube no Brasil

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo, Brasil

"Queridos torcedores são paulinos, chegou o momento. E esse é um dos momentos mais difíceis da minha carreira. A hora de dizer adeus a vocês.

"Vai ser difícil...Difícil nestas horas conter as emoções. Escolhi as palavras certas para expressar a gratidão do meu coração. Pelo tanto de carinho, de amor, de respeito que vocês tiveram por mim. Por isso resolvi escrever uma carta.

"Pois uma carta é mais romântica. Mais poética. E como diz o provérbio em latim. Verba volant, scripta manent.Ou seja, as palavras faladas voam para longe. Mas o que está escrito permanece.

"E permanecerá, sim. Nas minhas memórias. Nas melhores lembranças. Nas glórias, nas vitórias que vivi no nosso estádio que, por tanto tempo, foi minha casa. E que agora está vazio.

"É ruim. Dói. Me despedir assim, longe de vocês. Sem vocês por perto. Mas permanecerão para sempe na minha memória. Os gritos de vocês, com as jogadas que fiz. Nunca esquecerei da emoção que senti no meu primeiro drible, que levantou a torcida.

"Eeeeeee..." Ouvir esse grito após uma bela jogada, após um drible, após um gol, é algo que ficará marcado nas minhas melhores lembranças. Vocês me deram muitas emoções. Mas eu sei também que eu pude emocionar vocês. Era para isso que eu trabalhava. Para isso que eu treinava. Para isso que eu queria ser o melhor. Para levar emoção para a vida de vocês.

"E vocês me emocionaram. Retribuíram nas arquibancadas, nas ruas. Vocês transformaram a cidade de São Paulo, em cada canto do nosso Brasil que visitei, vistindo essa camisa, em lugares especiais, agradáveis de se estar. Transformaram as ruas num jardim pois eu onde eu encontrei, e encontro, um torcedor são paulino, recebia palavras com perfume diferente, palavras que me emocionaram. Vocês embelezaram a minha vida. Fizeram ela mais perfumada, mais alegre e por isso serei eternamente grato a vocês.

"Quero deixar aqui também o meu muito obrigado ao São Paulo Futebol Clube, pela maneira única que me acolheu, desde a minha chegada aos 16 anos, ao clube e à cidade de São Paulo.

São Paulo divulgou a carta de Hernanes. Casares decidiu rescindir em janeiro, ao assumir a presidência

São Paulo divulgou a carta de Hernanes. Casares decidiu rescindir em janeiro, ao assumir a presidência

Divulgação/São Paulo

"Cheguei com 16 anos, com o sonho de me tornar profissional vestindo essa camisa, uma das camisas mais importantes da história do futebol no Brasil e no mundo. Aos 19 anos tive o privilégio de vesti-la como profissional. E foram quatro passagens pelo clube. Em todos os momentos tive o suporte, o carinho de todos os profissionais que trabalharam e trabalham até hoje no clube. Treinadores, o estafe técnico, o pessoal da cozinha, os seguranças, enfim, cada um de vocês. E até pessoas que não estão mais presentes entre nós hoje.

"Sou muito grato a todos vocês. Ao São Paulo Futebol Clube. Vocês transformaram a minha vida. Foram importantíssimos à minha carreira. Eu tive 660 jogos até aqui. A metade foi pelo São Paulo, vestindo essa camisa. Vocês abriram de fato as portas para o mundo para mim. Então, muito obrigado.

"Torcedor, muito obrigado. Muito obrigado, São Paulo Futebol Clube.

"Aqui se encerra esse ciclo. Pois a vida do jogador é uma sucessiva sucessão de sucessões, que se sucedem sucessivamente. É necessário finalizar esse ciclo para iniciar outro.

"Foram muitas profecias. Muitos momentos juntos. E eu acredito no amor. E sei que o meu amor por vocês é eterno. Porque aqui é São Paulo, piiiiii"

Hernanes, o Profeta

17/07/2021

Foi assim, lendo essa carta, em um vídeo, e beijando a camisa tricolor, que Hernanes se despediu do São Paulo.

Mas por trás da mais bela despedida de um jogador do Brasil a um clube, há a dura realidade.

Desde que Julio Casares ganhou a presidência do São Paulo, como o blog antecipou, havia a decisão de rescindir o contrato com Hernanes.

Casares e Hernanes celebram conquista do Paulista

Casares e Hernanes celebram conquista do Paulista

Rubens Chiri/São Paulo

Sua terceira passagem pelo São Paulo foi frustrante. Ele não conseguiu render como as outras duas. Pagou 3 milhões de euros, cerca de R$ 18 milhões, ao Hebei China Fortune. E ainda fez um contrato de três anos. Pagando cerca de R$ 1,1 milhão por mês, entre luvas e salários.

O contrato foi assinado no dia 28 de dezembro de 2018.

Terminaria em dezembro deste ano.

Desde que Casares assumiu, o técnico Hernán Crespo foi sincero. Hernanes não tinha mais velocidade, potência física para ser titular no meio-campo que desejava. Com muita intensidade para atacar com a bola, recompor na marcação. Travar a saída de bola adversária. 

Daí se transformou em um reserva de luxo.

O São Paulo deve mais de R$ 600 milhões, não poderia ficar pagando tanto ao jogador, mesmo sendo ídolo. Casares acompanhou o que aconteceu com as voltas de Luís Fabiano, Leonardo, Müller, Kaká. E decidiu pensar no clube. E optou pela rescisão.

Não foi só de Crespo a decisão de o jogador não ficar mais no banco de reservas. Passou pela direção do clube. Era a pressão para Hernanes aceitar rescindir. Casares sabia que ele não suportaria ficar apenas treinando, só para receber seu salário.

E foi o que aconteceu.

Hernanes conversou com Crespo, com Casares e teve a dignidade de aceitar um acordo.

O clube devia dinheiro a ele desde os tempos do inseguro Leco, que o contratou. Foi feito um acordo para o pagamento. E Hernanes abriu mão dos R$ 5 milhões que tinha para receber até dezembro.

Hernanes não quis o confronto.

Deixou as portas do Morumbi abertas.

Até porque se tornar técnico é uma das possibilidades no seu futuro.

Sai, sim, magoado, com a situação constrangedora.

E até com ele mesmo, por não conseguir render o que o time precisa.

Hernanes quis deixar as portas do São Paulo abertas. Pode ser que queira se tornar treinador

Hernanes quis deixar as portas do São Paulo abertas. Pode ser que queira se tornar treinador

Rubens Chiri/São Paulo

Mas Casares, festeiro como sempre foi, para amenizar prometeu uma partida de despedida, provavelmente no final do ano, com a volta completa do público nos estádios.

Uma festa nos moldes do que foi a de Rogério Ceni, no Morumbi.

Aos 36 anos, analisa se continua ou não com a carreira.

Enquanto isso, escreveu a mais bela carta de despedida de um jogador para o seu clube.

O amor de Hernanes pelo São Paulo é genuíno.

Sua passagem pelo clube, inesquecível...

Últimas