Cosme Rímoli Pedro faz chilique por Olimpíada e estraga despedida de Gerson

Pedro faz chilique por Olimpíada e estraga despedida de Gerson

Atacante fez um escândalo ao ser substituído ontem contra o Fortaleza. O vexame foi por conta de o Flamengo não o liberar para os Jogos Olímpicos. Mas Ceni não tem nada a ver com isso

  • Cosme Rímoli | Do R7

Pedro chutou um copo de água, socou o banco. Deu um chilique ao ser substituído

Pedro chutou um copo de água, socou o banco. Deu um chilique ao ser substituído

Reprodução/Premiere

São Paulo, Brasil

Pedro estragou a despedida de Gerson, volante vendido ao Olympique de Marseille. 

Ao ser substuído aos 21 minutos do segundo tempo, contra o Fortaleza, ontem, o atacante supreendeu a todos.

Nem parecia o jogador disciplinado, contido, de sempre.

Deu um chilique lamentável.

Chutou um copo d'água, socou o banco de reservas, jogou para o alto suas caneleiras.

Atitude que desrespeitou o técnico Rogério Ceni, Pedro Muniz, que entrou no seu lugar, e todo o elenco flamenguista.

Ceni, que tolerou chiliques de Gabigol e Gerson, ao se irritarem quando foram substituídos, não deixou passar a atitude de Pedro.

"Fico triste. Acho desrespeitoso não só comigo, mas com o atleta que vai entrar. Não é da característica do Pedro, que é bom menino. Acho que essa coisa de seleção mexe com a cabeça do garoto. Acho uma cena lamentável, que não cabe mais no futebol"

"Você vê que ele voltou de Covid, o Muniz fez dois gols no jogo passado e ele teve a oportunidade de continuar jogando. Acho feio, mas entendo que a cabeça dele pode estar embaralhada com essa situação de Seleção."

Pedro está inconformado com a atitude da diretoria flamenguista, que entrou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva para que seja desconvocado da Olimpíada. Os jogos no Japão não são Data-Fifa e o clube não é obrigado a ceder o atacante.

Ele desejava disputar a Olimpíada.

Jogadores do Flamengo homenagearam Gerson, com um 'vapo coletivo'

Jogadores do Flamengo homenagearam Gerson, com um 'vapo coletivo'

Flamengo

Mas a diretoria do Flamengo segue firme, não vai liberá-lo. Porque gastou R$ 90 milhões na sua contratação e há jogos importantíssimos no mesmo período de Olimpíada.

Pedro nem foi consultado.

Apenas avisado.

O atacante está muito revoltado.

O que aconteceu ontem no Maracanã foi o reflexo de sua tensão.

Mas chiliques não mudarão a opinião dos dirigentes.

Eles não querem permitir sua ida ao Japão.

E ponto final.

Rogério Ceni que se prepare...

Tóquio 2020: Veja estádios, ginásios e locais de competição dos Jogos

Últimas