Cosme Rímoli Operadoras assumem de vez a Libertadores. Apesar da lei do acesso

Operadoras assumem de vez a Libertadores. Apesar da lei do acesso

Com a desistência da Globo da Libertadores, as operadoras assumiram o pacote que pertencia à emissora carioca. E a lei de acesso condicionado?

  • Cosme Rímoli | Do R7

Propaganda da Claro da Conmebol TV.  R$ 39,90, além de se tornar assinante

Propaganda da Claro da Conmebol TV. R$ 39,90, além de se tornar assinante

Claro TV

São Paulo, Brasil

A Lei de Acesso Condicionado, aprovada em 2011, proíbe, em tese, a participação cruzada de um mesma empresa na produção e na distribuição de conteúdo.

Ela impediria, por exemplo, que empresas de telefonia celular e operadoras de TV por assinatura pudessem comprar os direitos de exibição de partidas de futebol e colocá-las à disposição dos assinantes.

Leia mais: Revoltado, Palmeiras quer parar o Brasileiro, se não houver jogo

Está na lei nº 12.485, de 12 de setembro de 2011.

Há uma pressão de congressistas em Brasília para que ela mude.

Por enquanto, segue a mesma, garantem advogados especializados em telecomunicações.

Mas o que se vê, na prática, desde que a Globo perdeu a Libertadores, por não poder pagar, que a Claro e a Sky, ocuparam essa vaga tranquilamente.

Não na tevê aberta.

Mas na fechada e no pay-per-view.

A recém-criada Conmebol TV assumiu o pacote de jogos da emissora carioca nos canais a cabo.

Assim como a Sul-Americana, que o streaming DAZN, em crise financeira no Brasil, devolveu.

E também a Recopa Sul-Americana, que marca o confronto entre o campeão da Libertadores e da Sul-Americana.

A Claro escancarou de vez.

Colocou no ar propaganda da transmissão dos jogos.

Anuncia o Conmebol TV por R$ 39,90. 

Mas há um detalhe.

É preciso ser assinante da Claro ou da Sky para poder ter o canal da Confederação Sul-Americana.

Leia mais: Foto denuncia falta de protocolo anti-covid. Prova para o Palmeiras

Há vários questionamentos em Brasília sobre a criação do canal.

E sobre a venda da transmissão das partidas.

Por uma semana, os sinais dos jogos foram abertos.

Agora estão fechados.

Quem quiser ver terá de ser assinante da Claro ou Sky.

E gastar R$ 39,90.

A cada 30 dias...

Jovem acorda do coma após receber mensagem de seu ídolo no futebol

Últimas