Marinho: expulso como um garoto. Santos perde. Ponte na semifinal

Santos jogava melhor, tinha a partida nas mãos. Vencia o jogo. Mas Marinho provocou sua expulsão. Com um a mais, a Ponte se aproveitou. Virou: 3 a 1

Marinho era o melhor em campo. Se irritou. E sabotou o time

Marinho era o melhor em campo. Se irritou. E sabotou o time

Santos

São Paulo, Brasil

O Santos foi sabotado.

Por dois jogadores.

E está eliminado do Campeonato Paulista.

A Ponte Preta venceu por 3 a 1 e vai disputar a semifinal com o Palmeiras.

Marinho, que era o principal jogador da partida na Vila Belmiro, marcando até o primeiro gol, se irritou, como um garoto, com as faltas que recebia.

E resolveu acertar com o braço no rosto de Guilherme Lazaroni, em uma dividida. Foi justamente expulso.

O Santos vencia por 1 a 0.

No segundo tempo, com um jogador a mais, o time de João Brigatti teve todo espaço para tocar a bola e chegar à virada.

Em duas falhas assustadoras de Vladimir.

Na primeira, na cabeçada de Bruno Rodrigues, a bola passou no meio de suas pernas.

Na segunda, Bruno Rodrigues chutou da entrada da área, o goleiro espalmou para os pés de Moisés. Ponte Preta 2 a 1.

Ele só jogou porque a diretoria vendeu Vanderlei ao Grêmio e Everson está em litígio com o clube.

O time de Campinas, com todo espaço, ainda faria o terceiro.

Em um chute lindo de João Paulo, desta vez, indefensável.

Tudo isso aconteceu graças à expulsão boba, amadora e infantil de Marinho.

Sabotou o trabalho de Jesualdo Ferreira.

O Santos deu adeus ao Paulista de 2020.

Marinho era melhor em campo. Se irritou com faltas. E fez o que a Ponte queria

Marinho era melhor em campo. Se irritou com faltas. E fez o que a Ponte queria

Santos

"Esse é o quarto jogo que o Santos começa ganhando e depois não ganha, por ficar com 10. O psicológico pesou muito no segundo tempo. Acho que merecíamos ir mais longe. Muitos problemas, como todos sabemos, mas vamos ter de resolver internamente. Não tem nenhum motivo para desistir."

"Esperávamos um jogo bem diferente. A primeira parte foi muito competitiva, nosso adversário usou muito da agressividade, da violência, com muitas provocações, que não foram controladas pela arbitragem", desabafava, irritado, o treinador português do Santos.

Soteldo chorando. Eliminação infantil do Santos, em plena Vila Belmiro

Soteldo chorando. Eliminação infantil do Santos, em plena Vila Belmiro

Reprodução Sportv

Antes de Marinho, Jobson, Sanchez e Uribe foram expulsos nas três partidas anteriores do Santos.

O papel de orientar e até punir, afastar jogadores que cavam expulsões e prejudicam o time, é de Jesualdo.

Como ele não agiu...

Bruno Rodrigues, com liberdade depois da expulsão, foi o melhor do jogo

Bruno Rodrigues, com liberdade depois da expulsão, foi o melhor do jogo

Reprodução Sportv

A Ponte Preta de Brigatti é um time competitivo, viril, violento às vezes, mas muito focado, competitivo.

Tecnicamente era inferior ao Santos.

Mas se superou.

Com o presente de ter um atleta a mais...

Mundo do esporte homenageia Rodrigo Rodrigues, morto aos 45