Cosme Rímoli Gobbi revela. Tite pediu a Sheik 'dar no meio' dos ingleses no Mundial

Gobbi revela. Tite pediu a Sheik 'dar no meio' dos ingleses no Mundial

O ex-presidente Gobbi confessa que estava com medo do Chelsea, na final de 2012. Autorizou o time a 'dar no meio' dos ingleses. Tite aceitou o conselho

  • Cosme Rímoli | Do R7

"Na primeira bola, dá no meio deles", teria dito Tite a Sheik, na final do Mundial

"Na primeira bola, dá no meio deles", teria dito Tite a Sheik, na final do Mundial

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Mario Gobbi.

Ex-presidente do Corinthians.

Entre 2012 e 2015.

Deixou claro que não voltaria.

Até cantou a música Cowboy Fora da Lei, de Raul Seixas, para diversão dos jornalistas, em uma das últimas coletivas.

"Eu não sou besta pra tirar onda de herói, sou vacinado, eu sou cowboy, cowboy fora da lei. Durango Kid só existe no gibi, e quem quiser que fique aqui, entrar pra história é com vocês.

"Raulzito", destacou.

Era fevereiro de 2015.

Ele iria passar o clube para Roberto de Andrade, também tutelado como Gobbi foi, por Andres Sanchez.

Mas Mario iria esnobar.

"Em 3 anos, ganhamos 6 titulos, 3 inéditos. Estou entregando um clube moderno que não perde pra nenhum outro clube em São Paulo. Devem ter muitas críticas à minha gestão, muitas de dentro dela.

"Segurei tanta coisa nas minhas costas calado, segurei por 3 anos até fogo amigo. Nem Jesus Cristo agradou a todos, eu agrado à minha consciência e saio de consciência limpa e tranquila.

"O ciclo se completou", garantiu.

Entre os títulos de Gobbi está o Mundial.

Houve quem estranhasse a tranquilidade do dirigente, depois da invasão de vândalos das organizadas ao CT do Corinthians, em fevereiro de 2014, quando 'enforcaram' Guerrero e cantavam que iriam quebrar as pernas de Alexandre Pato, enquanto ele se escondia no vestiário, segurando um armário para travar a porta.

Invasão que o clube não conseguiu registrar imagem alguma. As câmeras foram misteriosamente desligadas.

Ninguém foi preso ou acusado.

Apesar das ameaças, do 'enforcamento' de Paolo Guerrero, da 'caça' a Pato e do roubo de bolas e peças do uniforme de treino.

Mario Gobbi é delegado. 

Está acostumado à violência.

E a usar palavras agressivas na intimidade do clube.

Hoje, quando a Globo apela para uma reprise, neste domingo, Corinthians e Chelsea, no Japão, na conquista do segundo Mundial, Gobbi fez uma confissão inesperada.

Gobbi e Tite. Mentores do desrespeito aos ingleses. Sheik, o executor

Gobbi e Tite. Mentores do desrespeito aos ingleses. Sheik, o executor

Corinthians

Colocou no seu Instagram o 'singelo' conselho que deu a Tite e a Carille antes da decisão.

Vale a pena acompanhar toda a saga.

"Após vencermos o primeiro jogo do mundial contra o Al Ahly, toda a delegação foi ao estádio ver a partida entre o Chelsea e Monterrey. Eu fiquei no hotel e assisti do meu quarto.

"Nevava muito.

"Confesso ter ficado assustado com a qualidade técnica do Chelsea e achei que não venceríamos a final.

"Não dormi a noite toda.

"Assim que o dia clareou, por volta de 06h, chamei pra conversar no meu apartamento, nessa ordem, um por vez: Carille, Edu Gaspar e Tite.

A mensagem foi a mesma:

Guerrero marca o gol que deu o bicampeonato mundial ao Corinthians

Guerrero marca o gol que deu o bicampeonato mundial ao Corinthians

Reprodução Twitter

"Eu não quero ver o Corinthians assistindo o Chelsea jogar. Quero o nosso time jogando com as nossas glórias e tradições, honrando nossa história. Pode perder que não tem problema.

"Eu assumo.

"Mas temos que jogar e dar no meio dos ingleses.

"Jogar com alegria, sem medo de ser feliz. Nossa missão foi cumprida, a responsabilidade é deles. Colocar pra fora todo nosso potencial. Se perder, sair aplaudido pela entrega de todos!

"Pode perder por 10 a 0, mas se entregando completamente, cada um dando a última gota de suor!

"Não admito assistirmos à partida ou entrarmos nas divididas com cautela, com temor reverencial.

"Não é para respeitar os ingleses, mas para desrespeita-los."

"Após o almoço, fomos treinar.

"O professor (Tite) reuniu todos numa sala do CT e só se houvia os berros dele com o grupo. Dois dias depois, antes de irmos pro jogo, na preleção, Tite estava ligadissimo. O último a chegar foi o Sheik.

"Ele (Tite) iniciou a preleção dizendo, em voz alta: “Sheik, na primeira bola, dá no meio deles."

"A energia pegou."

Tite comemora  o Mundial de Clubes. Não houve respeito aos ingleses

Tite comemora o Mundial de Clubes. Não houve respeito aos ingleses

Reprodução Twitter

Esse é o Tite que ninguém conhece.

Aconselhado pelo ex-presidente corintiano.

Que se oferece como candidato da oposição.

A voltar ao cargo que havia dado adeus...

DNA fenomenal: filha de Ronaldo agita web com chute igual ao do pai

Últimas