Cosme Rímoli A ira de Gabigol a Galhardo. "Cheira aqui, moleque"

A ira de Gabigol a Galhardo. "Cheira aqui, moleque"

O atacante do Flamengo ironizou o jogador do Internacional que provocou o Flamengo. A resposta foi com o troféu de bicampeão nas mãos

  • Cosme Rímoli | Do R7

Ídolo bicampeão tem direito a ironizar. Gabigol não perdoou Thiago Galhardo

Ídolo bicampeão tem direito a ironizar. Gabigol não perdoou Thiago Galhardo

Flamengo

São Paulo, Brasil

"Seu Galhardo, seu moleque! '

"Cê' tem que respeitar, garoto.

"Olha aqui pra você, ó.

"Cheira aqui, garoto (mostrado a medalha).

"Seu moleque!

"Não foi campeão e não foi artilheiro."

O ataque, a provocação, a ironia foi de Gabigol.

Leia mais: Bicampeão brasileiro, Flamengo iguala feito da geração de Zico

Ele perdeu qualquer autocensura em uma live de Willian Arão.

O jogador do Flamengo comemorava o bicampeonato brasileiro de uma maneira particular.

Mirando no atacante do Internacional, Thiago Galhardo.

O jogador postou um vídeo logo após a vitória do Inter diante do Grêmio, com os dedos no nariz, como se estivesse cheirando alguma coisa.

Galhardo decidiu provocar o Flamengo, após vitória contra o Grêmio. Veio a resposta

Galhardo decidiu provocar o Flamengo, após vitória contra o Grêmio. Veio a resposta

Reprodução/Instagram

O 'cheirinho' tem origem no Brasileiro de 2016, quando torcedores e alguns jogadores diziam que estava no ar o 'cheiro de hepta'.

No final do torneio, o Palmeiras foi campeão.

Mas inspirado, Gabigol seguiu tirando a forra.

"Ganhamos aqui (no Morumbi), condomínio do Rodrigo Caio. Desculpa aí, Rodrigo Caio. Estamos no seu condomínio."

Ao lado de Diego, ele seguiu.

"Eu apareço quando precisa.

"Não vou ficar me desgastando.

De seis (troféus) ganhamos quatro. Está ruim?"

Em 2020, o Flamengo ganhou o Carioca, a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana.

Além do Brasileiro.

Gabigol mostra a medalha de bicampeão brasileiro. "Cheira aqui, Galhardo"

Gabigol mostra a medalha de bicampeão brasileiro. "Cheira aqui, Galhardo"

Reprodução/Instagram Arão

Gabigol tem plena noção de sua idolatria, ao responder à Coluna do Flamengo, após a conquista no Morumbi.

"Eu brinquei com o presidente que deveriam fazer uma estátua para mim.

"E ele disse que vai fazer. Ele me prometeu, vamos ver se sai. Esse título foi muito especial pra mim, sou o cara mais feliz do mundo.

"Eu queria muito estar nas favelas do Rio para comemorar com todo.

"Eu falei no vestiário que cada um comemora da sua maneira,

"Mas todos devem comemorar."

E ele escolheu humilhar Thiago Galhardo...

Torcida se aglomera na chegada do Fla ao Rio após título do Brasileiro

Últimas