Blog do Fabiano Farah Os bastidores do Transfer Ban sofrido pelo Santos

Os bastidores do Transfer Ban sofrido pelo Santos

Atual diretoria espera resolver a situação até terça (06/02), mas, Fabián Bustos dificulta as coisas. Entenda!

Os bastidores do Transfer Ban sofrido pelo Santos Futebol Clube na última quinta-feira (31/01) merecem ser detalhados ao torcedor.

O ex-técnico do Santos, Fabián Bustos, não está errado.

Cobra uma dívida de R$ 4 milhões.

O clube o demitiu em 2022 e anunciou um acordo com o argentino para o rompimento do contrato.

Acordo que não foi cumprido e, sequer, comunicada a dívida existente aos, então, candidatos à presidência do clube, em reunião que aconteceu pouco antes das eleições, em dezembro de 2023, no CT Rei Pelé.

Sim, o ex-presidente Andrés Rueda omitiu dos candidatos esse "probleminha".

Esta coluna apurou que Bustos procurou por diversas vezes a antiga gestão do Santos para cobrar a dívida.

Marcelo Teixeira ficou irritado ao saber da dívida do clube com Bustos

Marcelo Teixeira ficou irritado ao saber da dívida do clube com Bustos

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC - Via Jogada 10

O argentino ficou sem resposta, sem informação, sem comunicação de retorno com os antigos gestores.

Ainda no fim do ano passado, Bustos, que havia sido demitido do América Mineiro, fez a última tentativa de cobrança.

Irritado, ele procurou ajuda jurídica e acionou advogados na Suíça para facilitar o trâmite na FIFA.

A atual gestão do Peixe só descobriu o Transfer Ban depois que tentou registrar o contrato do goleiro Gabriel Brazão, de 23 anos, vindo da Inter de Milão.

A cúpula alvinegra ficou extremamente irritada.

O presidente Marcelo Teixeira pediu aos advbogados do clube que agilizassem um acordo com Bustos para evitar complicações.

Procurado, Fabián Bustos faz "jogo duro" com os atuais dirigentes do Santos.

Ele quer o valor pago de uma só vez!

O Santos ponderou com Bustos que a situação do clube, financeiramente, não é das melhores e que para cumprir o acordo sem "novos erros" era preciso renegociá-lo.

A coluna apurou que a primeira oferta era de um pagamento em três parcelas, com entrada e dívida quitada ainda no primeiro semestre de 2024.

Bustos recusou. Pediu que o cluibe procurasse os advoigados dele.

O Santos segue firme no propósito de acertar o pagamento do argentino, entendido como justo, pelo que foi estipulado anteriormente, mas, luta pelo parcelamento.

A postura de Fabián Bustos vem chamando a atenção dos novos cartolas. 

Uma das frases ditas a esta coluna é que "ele está atrasando nosso lado de propósito".

Depois de quatro dias de negociações intensas que, por muitas vezes, vararam as madrugadas dos últimos dias, o Staff do Peixe armou uma estratégia.

O Santos vai endurecer também!

Como já inscreveu todos os reforços que estão sendo utilizados por Fábio Carille, o alvinegro ameaça deixar a dívida rolar, o Transfer Ban seguir, para, desta forma, pressionar o argentino a aceitar o acordo.

Uma reunião entre o presidente Marcelo Teixeira e a comissão técnica vai avaliar a estratégia que o departamento jurídico do Santos vai tomar: Negociar e vencer pelo cansaço ou pagar, como quer Bustos, a vista, e acabar com a impossibilidade de contratações ou registro.

A definição da estratégia sai neste fim de semana e a ideia é que o assunto esteja resolvido até a próxima terça-feira (06/02).

Porém, se o técnico argentino não ceder em algumas exigências a novela pode se arrastar e alguém vencer pelo cansaço ou necessidade!

É isso que vamos observar nos próximos dias!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas