Lance Medina conquista etapa na Austrália e se isola na liderança do Mundial

Medina conquista etapa na Austrália e se isola na liderança do Mundial

Bicampeão mundial fatura o título em Rottnest Island, o seu segundo em quatro finais na temporada, e chega a 38.920 pontos no ranking, com larga vantagem sobre Italo Ferreira

Lance
Lance

Lance

Lance

O bicampeão mundial Gabriel Medina conquistou nesta terça-feira o título da etapa de Rottnest Island, na Austrália, do Circuito Mundial de surfe, e disparou na liderança. Foi a segunda vitória do brasileiro em quatro finais na temporada e a quinta do país nos quatro eventos da “perna australiana”.

Na semifinal, o paulista eliminou o compatriota Ítalo Ferreira, atual campeão do Circuito da WSL, por 13,70 a 7,17. Em seguida, Medina bateu o australiano Morgan Cibilic, que havia passado pelo compatriota Liam O´Brien. Na decisão, Gabriel somou 15,50 para bater o adversário, que não passou de 7,87.

A bateria decisiva começou com ondas ruins, que fechavam rápido. O brasileiro pegou a primeira boa e tentou uma manobra ousada, mas não completou o aéreo. Em seguida, pegou outra esquerda e saiu mandando batidas e rasgadas com velocidade, que valeram 7,00. Morgan respondeu e conseguiu um 7,27. Mas Medina não se intimidou e levou um 8,50, obrigando o rival a somar 8,24. Sem boas ondas, Cibilic nada pôde fazer.

- Esse troféu é especial para mim, porque tem muita história. Quando eu comecei a competir no CT, meu sonho era disputar os eventos do Search para surfar ondas perfeitas e agora estou aqui novamente, com este troféu incrível - disse Gabriel Medina.

- Eu estava bem triste esse ano e nem queria vir para cá. Mas minha mulher (Yasmim Brunet) falou: vamos, você está surfando, treinando, por que não está feliz? No final, foi a melhor decisão. Senti que superei as expectativas em todos os eventos aqui e todo mundo tem dias difíceis. O importante é ser forte, que tudo tem a sua recompensa - declarou o surfista.

Medina já havia perdido para John John Florence a decisão do Pipe Masters, que abriu a temporada em dezembro, no Havaí. Depois, faturou o título em Narrabeen.

O brasileiro disparou na briga pela taça e chegou a 38.920 pontos, abrindo 8.685 pontos de vantagem sobre Italo, que tem 30.235. O sul-africano Jordy Smith subiu do quinto para o terceiro lugar, com 22.505, e Filipe Toledo caiu para quarto, com 22.065.

No feminino, o campeonato teve a quinta vencedora diferente em cinco etapas. A australiana Sally Fitzgibbons derrotou a francesa Johanne Defay por 15,24 a 11,23.

Com o resultado, ela saltou da quinta para a segunda posição no ranking, ultrapassando a brasileira Tatiana Weston-Webb, que caiu na terceira rodada.

A próxima etapa do Mundial será na onda artificial de Surf Ranch, na Califórnia, nos Estados Unidos, entre os dias 18 a 20 de junho.

Últimas