Lance Mauro Cezar recebe alta após uma semana internado com Covid: 'Não foi nada simples, foi bem assustador'

Mauro Cezar recebe alta após uma semana internado com Covid: 'Não foi nada simples, foi bem assustador'

Mauro relatou que teve momentos de incertezas sobre o andamento da doença e relatou que precisou usar oxigênio para conseguir respirar

Lance
Lance

Lance

Lance

O jornalista Mauro Cezar Pereira revelou nesta quinta-feira que estava tendo alta após passar a última semana internado em um hospital de São Paulo com diagnóstico de Covid-19. Mauro afirmou que manteve o quadro em segredo até da mãe para não gerar um alarde, mas que ele passou dias 'muito difíceis'.

+ Confira a tabela da Copa América

- Estou no hospital São Camilo aqui em São Paulo onde tive um atendimento espetacular, me considero um privilegiado por ter acesso a essa estrutura. Não comentei isso, procurei não revelar, porque é uma questão pessoal e, segundo, para não causar alarme, principalmente na minha mãe que mora em Niterói, eu vivo em São Paulo. Não gostaria que ela soubesse, então ela só esta sabendo agora, o que foi ótimo - disse ele.

- Estava com uma febre muita alta, ai foi constatado que tinha uma infecção no pulmão que estava crescendo e fui infectado pelo novo coronavirus, deu positivo, e fui internado na quinta, porque estava na cara porque foi necessário para que aquilo não piorasse - destacou

Mauro relatou ainda que teve momentos muito difíceis de incertezas sobre o andamento da doença e relatou que precisou usar oxigênio para conseguir respirar.

- Foi uma semana muito difícil, até o domingo, pois tive febre muito alta, respiração comprometida, tive que usar oxigênio. Depois, de domingo para segunda eu dei uma melhorada. Há 48 horas não estou usando oxigênio. Meu exames apontaram uma grande recuperação, agora é um período de ficar em recuperação até ficar 100% (...) O fato é que consegui ganhar essa batalha, ainda bem não foi necessário UTI, mas não foi nada simples, foi bem assustador em alguns momentos, principalmente nas madrugadas de tosse interminável que você não sabe pra onde o vírus está te levando. Não sabe o que vai acontecer com você (...) você fica realmente inseguro e é bem assustador - relatou Mauro.

Mauro falou que trabalhou durante todo o período de internação, o que o ajudou a superar o momento de dificuldade. Ele ainda fez criticas a gestão da pandemia pelo fato de ainda não estar vacinado

- Manter o trabalho foi super importante, porque aquilo ali que me mantinha vida, porque a pior coisa pra quem estar em recuperação é ficar deitado na cama contemplando a doença (...) Não fui a praia de camiseta regata, não fui a baile funk, não fui a manifestação nenhuma. Ou seja, não me envolvi em aglomeração, mesmo assim o vírus me pegou. Então quando ele te pega e você está fragilizado, e eu estava com esse problema de infecção de garganta, debilitado naquela semana, ele tentou me fragilizar, causar um estrago e realmente causou.

- Então fica ai a mensagem, está tudo tranquilo, faço questão de deixar esse vídeo pra ajudar as pessoas a refletirem sobre tudo isso. E pensar um pouco né: Um cara como eu de cinquenta e sete anos já devia estar vacinado, mas não fui porque você sabe o que acontece no Brasil. Se tivesse sido vacinado não tinha chegado nesse ponto. Fui infectado aos 44 do segundo tempo, muito próximo da data que espero ser vacinado.

Últimas