Lance Matheus Gonche domina provas do borboleta e fatura dois índices para Mundial

Matheus Gonche domina provas do borboleta e fatura dois índices para Mundial

Nadador de Resende (RJ) ganhou os 100 m livre do Troféu Brasil de Natação, no Rio

Lance
Lance

Lance

Lance

O brasileiro Matheus Gonche dominou as provas do borboleta do Troféu Brasil de Natação, evento realizado no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ) e garantiu presença em três provas do Mundial de Budapeste 2022. O nadador do SESI-SP venceu, na noite desta sexta-feira, os 100 m borboleta e confirmou também sua vaga no revezamento 4x100 m medley do principal campeonato da temporada. A outra vaga foi obtida nos 200 m borboleta.

Representante dos 100 m borboleta em Tóquio 2020, Matheus Gonche abriu a prova imprimindo ritmo forte para repetir o feito do ano passado, quando na mesma piscina fez o índice olímpico. O atleta do Sesi-SP bateu em primeiro com o tempo de 51s60. O mineiro Vinicius Lanza, segundo colocado, também nadou para o índice com 51s82. O terceiro lugar ficou com Kayky Mota.

Com passaporte carimbado, Matheus Gonche espera fazer um bom ciclo de treinamento para surpreender novamente, agora em sua estreia em mundiais de longa.

- Muito feliz pelo resultado. Ter dois índices em provas olímpicas é um feito e tanto. Venho desde pequeno perseguindo esses objetivos e os tempos estão aparecendo. A evolução é constante e espero representar o meu país em todos os eventos de alto nível - disse Matheus Gonche.

Na última quarta-feira (6), Matheus Gonche já havia garantido a vaga no Mundial depois de vencer os 200 metros borboleta com o tempo de 1min56s30, abaixo do índice de 1min56s71 exigido para a participação na Hungria. Nos 200 m borboleta, que é uma de suas especialidades, o nadador de Resende (RJ) fez o quinto melhor tempo da história da natação brasileira na prova.

Matheus Gonche se juntou ao Sesi-SP na piscina de São Bernardo do Campo (SP) em 2017 e tem como treinador principal Fernando Vanzella, coach que fez história ao lado de Thiago Pereira e Etiene Medeiros. ''Desenvolvemos um trabalho muito legal com ele desde que chegou. Depois da Olimpíada, onde acabou se deslumbrando e aprendendo muito nos Jogos, mas teve um tempo de adaptação. Agora ele mostra que está de volta ao cenário baixando seus tempos. Me dá uma perspectiva de um bom ano de trabalho com toda equipe que montamos para 2022'', comemorou Fernando Vanzella.

O pódio da prova teve ainda Kauê Carvalho, do Minas Tênis Clube, em segundo (01min56s92) e Leonardo de Deus, do Unisanta, em terceiro, com o tempo de 01min57s19.

Na competição tradicional da modalidade, o nadador tem ainda o revezamento 4x100 medley pelo Sesi-SP. O jovem atleta também garantiu o bronze no revezamento 4×100m medley misto no primeiro dia de competição.

Últimas