Técnico do Santos tem dor de cabeça para montar meio-campo

Jobson tem mostrado qualidade em esquema de jogo e disputa posição com Alison, líder do elenco. Jesualdo decide quem enfrenta Ponte Preta

Alison e Jobson disputam a titularidade no Peixe

Alison e Jobson disputam a titularidade no Peixe

Ivan Storti/Santos

Embora servisse apenas para cumprir tabela, a derrota por 3 a 2 do Santos diante do Novorizontino, no último domingo, pela última rodada da primeira fase do Paulistão, na Arena Corinthians, em Itaquera, serviu para dar uma dor de cabeça positiva ao técnico Jesualdo Ferreira. O volante Jobson retornou de suspensão e fez boa partida, postulando de vez a uma disputa parelha com Alison pela titularidade.

A favor de Jobson pesa a boa saída de bola, qualidade importante para o esquema de jogo de Jesualdo, que escala os seus volantes à frente da defesa, pela faixa central, a fim de iniciar as jogadas. Em relação a Alison, a liderança joga a favor. O camisa cinco é o capitão da equipe. Ambos tiveram boas oportunidades até o momento, 2020.

Alison disputou oito jogos, sete como titular, sendo substituído apenas uma vez, no intervalo do empate em 0 a 0 contra o Palmeiras, na oitava rodada do estadual, no estádio do Pacaembu, quando saiu de campo com uma lesão no joelho, que o tirou de quatro partidas. O capitão santista jogou 600 minutos na temporada até aqui.

No retorno do Santos no Paulistão, na última quarta-feira, quando empatou em 1 a 1 contra o Santo André, pela 11ª rodada da competição, na Vila Belmiro, o camisa cinco foi titular. Na oportunidade, Jobson estava suspenso, por conta da expulsão na última partida antes da quarentena, no dia 14 de março, na derrota por 2 a 1 contra o São Paulo, na décima rodada do estadual, no estádio do Morumbi.

Veja mais: Com retorno do Paulistão, saiba quem lidera estatísticas do estadual

Já contra o Novorizontino, Jobson retornou de suspensão e ganhou novo espaço no time titular do Alvinegro Praiano, atuando durante os 90 minutos. No total, em 2020, o camisa oito jogou 548 minutos, 52 a menos do seu companheiro de posição, foi escalado em nove partidas, seis delas como titular, sendo substituído apenas uma vez.

O Peixe volta a campo nesta quinta-feira (30), às 21h30, na Vila Belmiro, onde enfrenta a Ponte Preta pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Dudu no Qatar? Confira brasileiros que defenderam outras seleções