Futebol Presidente do Santos pede fim do VAR: 'Mais atrapalha do que ajuda'

Presidente do Santos pede fim do VAR: 'Mais atrapalha do que ajuda'

Orlando Rollo garantiu que que reclamará junto à CBF e Conmebol e classifica árbitro de empate com o Grêmio em 1 a 1 como 'trapalhão'

Lance
Orlando Rollo acredita que o Santos foi prejudicado contra o Grêmio

Orlando Rollo acredita que o Santos foi prejudicado contra o Grêmio

Ivan Storti/Santos FC

O presidente do Santos, Orlando Rollo, se mostrou insatisfeito com a atuação da arbitragem, tanto de campo, quanto de vídeo, no empate em 1 a 1 contra o Grêmio, nesta quarta-feira (09), pelo confronto de ida das quartas de final da Libertadores, em Porto Alegre.

O gol do empate do time gaúcho aconteceu no último minuto de jogo, já nos acréscimos da partida, em um pênalti marcado pelo árbitro paraguaio Juan Benitez com a ajuda do VAR, após entender toque na bola com o braço do meia santista Vinicius Balieiro.

Rollo se mostrou favorável ao fim da arbitragem de vídeo que, segundo ele, ao invés de dizimar dúvidas de lances no campo, tem criados outras na cabeça dos donos do apito.

"O VAR perdeu o seu sentido. O VAR foi criado pra acabar justamente com a polêmica no futebol, pra que os lances sejam claros, cristalinos, e não é isso que acontece. O VAR hoje é interpretação, cria mais problemas do que solução. Eu sou favorável a terminar com o VAR. O VAR não serve pra nada, só pra arrumar mais confusão no futebol", disse o mandatário do Peixe à Santos TV.

Outro fator que gera a insatisfação de Orlando se diz a respeito da demora na consulta à arbitragem de vídeo, que, de acordo com o cartola, também tem gerado revolta nos torcedores: "A culpa também é do VAR, que está acabando com o futebol, a verdade é essa. O torcedor não aguenta mais ficar esperando cinco, 10 minutos as vezes, 15 minutos, uma decisão", afirmou Rollo.

COSME: Pênalti no último minuto salva o Grêmio. Santos foi melhor

O presidente do Alvinegro também não poupou críticas a Juan Benitez, classificando o árbitro que faz parte do quadro da Fifa como "trapalhão". O representante santista também disse que irá reclamar junto às confederações competentes sobre as decisões.

"Arbitragem teneborsa, péssima, ruim, não digo nem que a arbitragem foi tendenciosa, o árbitro é ruim mesmo, é um trapalhão, já teve problemas anteriores. Nós vamos reclamar na CBF, vamos reclamar na Conmebol. A gente é chato nessa questão de reclamação. A gente reclama mesmo, e a gente vai lá reclamar pessoalmente. Vou pedir mais uma vez o apoio, a ajuda, do presidente da CBF pra que isso não volte a acontecer", pontuou Rollo.

Ainda que revoltado com as circunstâncias do empate, Orlando viu o placar fora de casa como um bom resultado. Santos e Grêmio jogam os últimos 90 minutos da decisão na próxima quarta-feira (16), às 19h15, na Vila Belmiro.

'Pai' Neymar continua on! Conheça os 16 classificados na Champions

Últimas