Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Árbitro que ajudou na expulsão de Vini Jr. em jogo marcado por racismo é demitido

Operador do VAR omitiu imagens de agressão a Vinícius Jr. no duelo; seis árbitros também foram desligados do futebol espanhol

Futebol|Do R7


Villanueve recomendou expulsão de Vini Jr. em jogo em que o brasileiro sofreu racismo
Villanueve recomendou expulsão de Vini Jr. em jogo em que o brasileiro sofreu racismo

A Real Federação Espanhola de Futebol e o Comitê Técnico de Árbitros anunciaram nesta segunda-feira (22) a demissão de seis árbitros da LaLiga. A decisão é motivada pela falha de Iglesias Villanueva, árbitro de vídeo do duelo entre Real Madrid e Valencia no último domingo, pela 35ª rodada do Espanhol. Villanueva havia sido escalado para dois jogos na rodada deste meio de semana: operaria o VAR em Real Betis X Getafe e seria o assistente de vídeo em Osasuna X Athletic Bilbao.

A decisão inicial havia permitido a atuação de Iglesias na rodada como seu último trabalho, mas a RFEF anunciou a troca. César Soto Grado e Nevado Rodríguez vão substituir Villanueva nas funções para este meio de semana.

A escolha da RFEF foi feita após a forma como o galício atuou em um lance capital do jogo entre Real e Valencia. Já nos acréscimos, uma confusão entre jogadores das duas equipes teve o atacante Hugo Duro enforcando o brasileiro Vinícius Jr. com um mata-leão.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Após sair da chave, Vini acertou Hugo no rosto com seu braço. O árbitro de campo Ricardo de Burgos Bengoechea deu apenas o amarelo ao camisa 20 merengue. Villanueva recomendou a revisão do lance, mas omitiu as imagens do mata-leão de Duro e mostrou somente o momento do golpe de Vinícius, o que gerou o cartão vermelho para o ponta-esquerda do Real.

Publicidade

Vale lembrar que, durante o jogo, o brasileiro já havia sido alvo de injúrias raciais que paralisaram a partida por nove minutos no segundo tempo. Torcedores valencianos se referiram a Vinícius como "mono" — macaco, em espanhol —, e alguns chegaram a discutir com o jogador.

Três dos aficionados foram identificados e presos nesta terça-feira pela polícia local.Além deles, quatro pessoas foram presas por pendurar um boneco de Vini Jr. enforcado em uma ponte de Madri. 

O entendimento da RFEF é de que Bengoechea atuou de forma correta em relação às imagens que lhe foram mostradas e, portanto, não deve ser penalizado. Ele até mesmo está escalado para o jogo entre Betis e Getafe. Os outros cinco nomes desligados pela entidade ainda não foram divulgados.

Além de Vini Jr., Daniel Alves e Ronaldo também sofreram racismo na Espanha; veja outros jogadores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.