Lance Entre Fórmula 1, Olimpíadas, rock, valsa, desculpas a Daronco e Gaciba, Lisca exalta o Vasco: 'De vez na briga'

Entre Fórmula 1, Olimpíadas, rock, valsa, desculpas a Daronco e Gaciba, Lisca exalta o Vasco: 'De vez na briga'

Técnico do Cruz-Maltino concedeu entrevista coletiva em que usou de diferentes analogias e citações. Por fim, celebrou o triunfo dos comandados sobre o Vitória, neste sábado

Lance
Lance

Lance

Lance

Que Lisca é um técnico fora script comum já não é novidade. E neste sábado, depois de o Vasco superar o Vitória, o comandante celebrou o resultado, a escalada do Cruz-Maltino na tabela, mas foi além.

- Entramos de vez na briga. Quem sabe vamos encostar de vez e, como na Fórmula 1, chegar é uma outra e passar é outra. Tomara que possamos ter a habilidade que os pilotos brasileiros sempre tiveram. Emerson, Nelson, Senna, Rubinho... hoje, eu usei atletas brasileiros da Olimpíada na preleção. Se conseguirmos investir não só no futebol, teremos sucesso - projetou Lisca.

O técnico do Vasco fez uma comparação musical para comentar a necessidade de adaptação de quem disputa a Série B. Até para não desafinar - ou não subir à Série A - em meio a situações como a que o Cruz-Maltino encarou em Salvador.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

- Tem que adaptar. Não adianta tocar rock'n'roll e dançar valsa - alertou o treinador.

Por duas ocasiões Lisca pediu desculpas a Anderson Daronco, árbitro que lhe expulsou no polêmico jogo contra o São Paulo, na última quarta-feira, e para Leonardo Gaciba. O treinador lembrou reclamações que fez quando ainda era treinador do América-MG. Para que se elas pesam contra, que não pesem mais.

- Se eu não posso sorrir, reclamar... mas dizer que eu sou irônico... eu falei (quarta): "Vamos rir para não chorar". Eles me expulsaram por isso. Estou pedido, encarecidamente, desculpas. E que ele (Daronco) se recupere da lesão. Desejo uma pronta recuperação, e que ele apite no alto nível que tem.

Últimas