Cruzeiro tem 73% de chances de cair segundo matemáticos da UFMG

Departamento da universidade fez novo levantamento sobre chances de queda dos clubes da Série A, além da pontuação necessária para evitar queda

Cruzeiro, de Fred, é o 18º colocado, com 22 pontos

Cruzeiro, de Fred, é o 18º colocado, com 22 pontos

Lance

Um novo levantamento feito pelo Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) mostra que o prognóstico em relação a possível queda do Cruzeiro para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro é preocupante. Pela análise da universidade. a Raposa tem 73,1% de risco de ser rebaixada.

O risco ficou ainda maior após o empate do time celeste por 1 a 1 com a Chapecoense, no domingo, em Chapecó. O Cruzeiro teve os três pontos na mão até os 50 minutos do segundo tempo, quando levou o empate de Camilo.

Outro dado levantado pela UFMG é da pontuação mínima que um time terá de fazer para se safar da degola. O Departamento de Matemática da UFMG calcula que entre 43 a 45 pontos, um time poderá evitar o rebaixamento. Se o time marcar 41 ou menos, o risco de queda aumenta muito.

O Cruzeiro chegou aos 22 pontos e está na 18ª posição, a três pontos do CSA, que está em 17º, com 25 e quatro do Ceará, o primeiro time fora do Z4. Confira abaixo os percentuais de risco de cada equipe da Série A.

Ameaça de rebaixamento
Chapecoense - 96,7%
Avaí - 95,8%
Cruzeiro - 73,1%
CSA - 43,5
Ceará - 36,6%
Fortaleza - 22,3%
Fluminense - 10,4%
Atlético - 7,7%
Botafogo - 7%
Vasco - 6,2%

Pontuação mínima para não cair e as chances de queda
45 pontos - 0,65%
44 pontos - 2,6%
43 pontos - 8%
42 pontos - 19,1%
41 pontos - 36,4%
40 pontos - 56,8%
39 pontos - 75,4%