Lance Com golaço de Thiago Neves, Sport vence Central no Pernambucano 

Com golaço de Thiago Neves, Sport vence Central no Pernambucano 

Leão assume vice-liderança do estadual com vitória por 2 a 1, neste domingo (28); Central segue na parte debaixo da tabela

Lance
  • Lance | por Lance

Thiago Neves faz gol de falta em vitória do Sport pelo Campeonato Pernambucao

Thiago Neves faz gol de falta em vitória do Sport pelo Campeonato Pernambucao

Lance

No estádio da Ilha do Retiro, em Recife, em partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Pernambucano, o Sport venceu o Central pelo placar de 2 a 0. Os gols do Leão foram marcados por Thiago Neves, de falta, no primeiro tempo, e Toró fechou o marcador na segunda etapa.

O jogo ficou marcado por um choque de cabeça entre o goleiro Carlos Eduardo, do Sport, e o zagueiro Lucão, do Central. O goleiro levou a pior: sofreu uma fratura no osso da face e precisou sair do estádio de ambulância. Luan Polli, que entrou no lugar de Carlos Eduardo, conseguiu defender um pênalti na segunda etapa.

Com o resultado, o Leão chegou aos 7 pontos e está em 2º lugar na classificação geral. O Alvinegro permanece com dois pontos ganhos e continua na 8ª colocação.

Na próxima rodada, o Central enfrenta o Retrô, no estádio Lacerdão, no dia 04 de abril. Já o Sport visita o Afogados, dia 4 de abril, no Vianão. Ambas as partidas válidas pela 5ª rodada do Campeonato Pernambucano.

A partida

O Central tentou logo no início da partida surpreender o Sport. Aos 3 minutos, Djair cruza na medida, Jean Mozer subiu bem e cabeceou. A bola passou com perigo próximo do gol do goleiro Carlos Eduardo, do Leão.

Mas foi só isso também que o Alvinegro conseguiu fazer. Daí em diante só deu Sport. Nem mesmo a paralisação da partida, aos 11 minutos, por causa do sistema de irrigação que acabou sendo ligado freou o ímpeto do time do Sport.

A pressão do Leão foi recompensada com um golaço de Thiago Neves. Aos 20 minutos, em cobrança de falta magistral, ele marcou um golaço, sem chances para o goleiro Wallef, do time do Central, e inaugurou o placar: 1 a 0 Sport.

Como o Central pouco criava, o Sport foi controlando a partida com muita tranquilidade. O único lance relevante que aconteceu do meio para o fim da primeira etapa foi uma jogada que preocupou a todos que acompanhavam a partida.

Em bola levantada na área, o goleiro Carlos Eduardo, do Sport, e o zagueiro Lucão, do Central, acabaram trombando e o jogador do Leão acabou levando a pior. Carlos Eduardo sofreu uma fratura no osso da face e precisou ser levado de ambulância para um hospital. Durante os momentos em que a partida ficou paralisada, todos que estavam no gramado ficaram muito preocupados com a situação do jogador. Luan Polli substituiu o goleiro contundido.

O Leão voltou determinado em decidir a partida já no início da etapa complementar. Mikael e Adryelson desperdiçaram ótimas oportunidades de gol. O primeiro estava sozinho na entrada da pequena área, mas acabou chutando para fora. O segundo, também sozinho, acabou finalizando de cabeça uma chance de ouro.

Como o Sport não fez, o Central resolveu se arriscar e foi para cima em busca do empate. E poderia ter igualado o placar, aos 25, em cobrança de penalidade máxima. Mas Junior Lemos desperdiçou o pênalti. Luan Polli foi muito bem para bola e conseguiu defender a cobrança.

O Leão não quis dar sopa para o azar e foi para cima do Central. Aos 38, Gustavo acertou ótimo passe para Toró, que na saída do goleiro Wallef, não se desesperou e finalizou muito bem para dar números finais a partida: 2 a 0 para o Sport.


SPORT 2 x 0 CENTRAL
Estádio:
Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 28 de março de 2021, às 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré e Fernando Antonio Da Silva Junio
Cartões amarelos: Betinho (SPO); João Felipe (CEN)
Cartões vermelhos:
GOLS: Thiago Neves, 20’/1ºT (PRO), Toró, 38’/2ºT (AVA)

SPORT: Carlos Eduardo (Luan Polli, aos 54’/1ºT); Patric, Adryelson, Iago Maidana e Sander; Ronaldo Henrique, Betinho e Thiago Neves (Gustavo Oliveira, aos 19’/2ºT); Neilton (Toró, aos 36’/2ºT), Maxwell (Dalberto, no intervalo) e Mikael (Tréllez, aos 19’/2ºT). Técnico: Jair Ventura.

CENTRAL: Wallef; Nininho, Lucão, Allan Miguel e João Victor (Madson, aos 30’/2ºT); Mateus Issa, Erivan (David, aos 14’/2ºT) e Djair (Jonatan, aos 30’/2ºT); Jean Moser, Júnior Lemos e João Felipe (Dodô, aos 21’/2ºT). Técnico: Pedro Manta.

Últimas