Lance Brasileiros ficam longe do pódio nas provas de ciclismo de estrada nos Jogos Paralímpicos

Brasileiros ficam longe do pódio nas provas de ciclismo de estrada nos Jogos Paralímpicos

Sob forte chuva em Tóquio, Ana Raquel Lins e Carlos Gomes não conseguiram medalhas

Lance
Lance

Lance

Lance

O Brasil não somou bons resultados nas provas de ciclismo de estrada nesta quinta-feira nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Carlos Alberto Gomes e Ana Raquel Lins pedalaram sob forte chuva no Circuito Internacional de Fuji, mas não chegaram nem no Top-10 da competição.

+ Carol Santiago garante o terceiro ouro nas Paralimpíadas, e Brasil supera campanha nos Jogos do Rio

Na classe C4-5 feminina, de 79,2km, Ana Raquel Lins ficou apenas na 14ª colocação, longe da briga por medalhas. O ouro ficou com Sarah, da Grã-Bretanha, que completou a prova em 2h21m51s. Fecharam o pódio Crystal Lane-Wrigth, também da Grã-Bretanha e Marie Patouillet, da França.

+ Bruna Alexandre, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos conquistam o bronze paralímpico no tênis de mesa

Já na categoria C1-3 masculina, Carlos Alberto Gome teve desempenho ruim e terminou a prova na 31ª colocação. As duas primeiras posições também foram formadas por atletas da Grã-Bretanha. O ouro com Benjamin Watson (2h04m23s) e a prata com Finlay Graham. Alexandre Leaute, da França, fechou o pódio.

Últimas