Lance Após sofrer AVC em 2020, mãe de CR7 se emociona: 'Pedi a Deus para que não me levasse'

Após sofrer AVC em 2020, mãe de CR7 se emociona: 'Pedi a Deus para que não me levasse'

Dolores Aveiro, de 66 anos, se recupera de momento complicado e desabafou em programa

Lance
Lance

Lance

Lance

Há um ano, a mãe de Cristiano Ronaldo passava por um AVC que teria efeitos até hoje. Dolores Aveiro, de 66 anos, segue se recuperando do acidentes vascular cerebral que ela foi vítima e, em entrevista, relembrou o dia que teve a perda de parte dos movimentos do rosto: "Pedi a Deus para que não me levasse".

+ Veja a tabela do Campeonato Italiano

Emocionada, ela conversou com a ITV, de Portugal, sobre o susto que passou em 2020. Sem lembrar de quando chegou ao hospital, Dolores disse o que aconteceu naquele dia.

- Foi difícil e pensei que era o fim para mim. Pedi a Deus que não me levasse. Havia muita fé ali, mas foi difícil. Levantei-me para ir ao banheiro e desmaiei, caí. Quando me recuperei tentei me levantar, mas percebi que o lado esquerdo do meu corpo estava paralisado. Não me lembro de como cheguei ao hospital - contou ela.

A mãe de CR7 foi fundamental para a evolução do jogador, que sempre fala sobre a família com muito carinho. O astro da Juventus, da Itália, chegou a ir visitar a mãe na época do acidente. Agora que está se tratando, Dolores conta sua nova rotina.

- Minha recuperação é gradativa. Saí do hospital caminhando, mas afetou meu lado esquerdo, minha boca, minha perna, minha fala. Hoje há um ano eu vi minha vida quase correr pela minha dedos.

Últimas