Lance Alexandre Mattos revela dificuldades na busca por reforços para o Vasco e explica relação com a 777

Alexandre Mattos revela dificuldades na busca por reforços para o Vasco e explica relação com a 777

Dirigente afirma que pretende contratar para suprir as ausências de Paulinho e Jair, mas aval depende dos norte-americanos...

Lance
Lance

Lance

Lance

O diretor de futebol do Vasco, Alexandre Mattos, revelou as dificuldades que tem enfrentado na busca por reforços. O dirigente explicou que a palavra final é da 777 Partners e usou como exemplo as reposições para Jair e Paulinho, que estão fora da temporada por lesão.

- Em menos de 24 horas já dei 2, 3 opções. Estou esperando aprovar. Se aprovar, virão. O que é aprovar? Perfil. "Ah o jogador é bom de elenco". Quantidade. "Não, três não, vamos trazer dois, um". Orçamento, aí temos nosso CEO para falar. Claro que essa organização é fundamental e correta. O que precisamos novamente é ajustar para a realidade do futebol brasileiro se não a gente perde competitividade. Eu já disse isso internamente. Está lá. Se aprovarem, se acharem que é interessante. E se não aprovarem também, tudo certo. A gente vai seguir com o que tem, temos bons jogadores no elenco. É assim que vamos levar - revelou Mattos, que completou.

➡️ Tudo sobre o Gigante agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Vasco

- Ainda, a palavra final não é minha. Eu direciono alguns caminhos que eu faria. Alguns são aceitos e outros não. Às vezes coloco algumas necessidades e eles dizem "não" por alguns fatores. Tenho que compreender isso e bola para frente.

Alexandre Mattos reforçou que o projeto do Vasco é a médio e longo prazo, deixando claro que não é para o torcedor se iludir. A meta, de acordo com o dirigente, é o time ficar na primeira página do Campeonato Brasileiro, ou seja, entre os 10 primeiros.

- O objetivo do Vasco esse ano é ficar na primeira página do Campeonato Brasileiro. Ponto. Queremos ser campeões? Claro. Mas o objetivo é estar melhor do que ano passado, não passar o sufoco do ano passado. Muitas vezes tem limitações de perfil, de orçamento, de números. Se analisar, o Vasco já contratou 9, 10, incluindo jogadores que já estavam e tivemos que comprar. É um número relevante para a 777. Isso tudo que precisa ser compreendido - finalizou.

Últimas