Adilson Batista anuncia em coletiva sua demissão do Cruzeiro

O treinador, que esteve envolvido em uma confusão por sua suposta saída na última quinta-feira, 12, comunicou que não comanda mais a Raposa 

Lance

Lance

Lance

Desta vez a informação é oficial e Adilson Batista não é mais treinador do Cruzeiro. O técnico foi demitido da Raposa após a derrota para o Coimbra, pelo Campeonato Mineiro. O próprio técnico foi à imprensa comunicar sua saída do clube celeste.

-- Fui demitido pelo Carlos (Ferreira, gestor do futebol do Cruzeiro). Estarei na torcida, deixo claro que estou chateado pelos resultados recentes, que também temos culpa. Mas a gente precisa entender o processo. Tive a coragem de pedir pra que determinados jogadores saíssem, enfrentei.Ajudei nesse processo, com o clube numa bagunça, uma desordem. Atletas tomaram conta do clube, derrubaram o Mano, meu amigo, Abel, Rogério Ceni, tomaram conta do clube. Então, você chega e tem que limpar. Dei treino, durante alguns dias, com jogadores que eu não teria, até resolver esta situação, porque não tínhamos comando. Rezo pra que o clube tenha logo um presidente. Tá precisando urgentemente. Hoje tem oito gestores. E os oito querem tomar conta do futebol - disse Adilson.

As últimas derrotas, duas pelo Mineiro e uma na Copa do Brasil, por 2 a 0 para o CRB , foram determinantes para por ponto final da segunda passagem do treinador pela Toca da Raposa.

Adilson teve uma semana conturbada, pois na quinta-feira, 12 de março, vazou uma informação de que estaria demitido, o que foi desmentido pelo clube horas depois.

O trabalho de Adilson vinha sendo questionado não só pelos resultados, mas pela forma do time jogar, que, mesmo com um time renovado e jovem, mostrava pouco padrão tático em campo.

O treinador chegou ao Cruzeiro no fim do Brasileiro de 0019, faltando três rodadas para o fim, tentando o pequeno milagre de salvar a equipe do rebaixamento, o que não aconteceu. Logo, o técnico abraçou a causa do clube para buscar a reconstrução e montar a equipe que vai tentar voltar a jogar a elite nacional em 2021.

Seu aproveitamento após 15 jogos tem quatro vitórias, quatro empates e sete derrotas, com aproveitamento de 38,1%, o pior das duas vezes em que comandou o clube. Adilson treinou o Cruzeiro entre 2008 a 2010 antes deste atual trabalho.