Jogada 10 Marcos Braz, do Flamengo, diz ao Corinthians que Gabigol ‘não está à venda’

Marcos Braz, do Flamengo, diz ao Corinthians que Gabigol ‘não está à venda’

Atacante faz parte dos planos do Rubro-Negro para 2024 e tem multa rescisória alta. Marcos Braz afirma que não foi procurado pelo Timão...

Jogada 10
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Jogada 10

O Flamengo afastou qualquer possibilidade de se desfazer de Gabigol, que está na mira do Corinthians. Afinal, Marcos Braz, vice-presidente de futebol rubro-negro, afirmou que o camisa 10 não está à venda. Dessa forma, o dirigente citou que o atacante faz parte dos planos para 2024.

“Gabigol não está à venda, a gente conta com ele no ano que vem. Gabigol tem um ano de contrato, é um ativo do Flamengo, é um ídolo do Flamengo. É um dos jogadores mais importantes da história do Flamengo e dos que mais ganhou títulos pelo clube”, disse Braz em entrevista ao “ge”.

Gabigol tem contrato até dezembro de 2024, mas o Flamengo não tem a intenção de se desfazer do atleta. Pelo contrário. As partes tentam uma renovação. Para algum clube tirá-lo do Rubro-Negro, terá de pagar a multa rescisória de 33 milhões de euros (R$ 177 milhões) para o mercado internacional. Para transferências domésticas, porém, este valor ultrapassa os R$ 2 bilhões.

“O jogador interessa ao Flamengo, interessa que ele esteja dentro do plantel do Flamengo. Se tem alguém conversando ou não, isso não me importa. O jogador tem uma multa rescisória grande. Flamengo tem que ser chamado na mesa para qualquer posicionamento. Estamos muito tranquilos em relação ao Gabriel. Temos o interesse de que ele continue”, finalizou Marcos Braz.

O Flamengo negocia a renovação de contrato de Gabigol. As partes chegaram a ter um acordo, mas o time carioca voltou atrás e não assinou. O empresário do atleta, contudo, afirmou que espera que a situação seja resolvida em breve e que o atacante permaneça na Gávea. O novo contrato deverá ser válido até 2028.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas