Futebol Preparador físico do Universitario é detido por racismo contra torcedores do Corinthians

Preparador físico do Universitario é detido por racismo contra torcedores do Corinthians

Sebastian Avellino Vargas teria feito gestos racistas e chamado torcedores de "macacos" no segundo tempo

  • Futebol | Do Live Futebol BR

A vitória do Corinthians sobre o Universitario, do Peru, por 1 a 0, na noite desta terça-feira (11), pelos playoffs das oitavas de final da Copa Sul-Americana, foi marcada mais uma vez por um caso de racismo.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp
· Compartilhe esta notícia no Telegram

O preparador físico do Universitario, Sebastian Avellino Vargas, teria feito gestos racistas e chamados torcedores do Corinthians de "macacos" enquanto acompanhava os jogadores peruanos no aquecimento durante o segundo tempo.

RONALDO BARRETO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO - 11.07.2023

Sebastian Avellino Vargas foi detido pelos policiais e levado até a delegacia da Neo Química Arena para prestar depoimento, assim como os torcedores do Timão envolvidos no episódio.

Na entrevista coletiva depois da partida, Jorge Fossati, que tem passagem pelo futebol brasileiro como jogador e treinador, contou a versão do membro da comissão técnica do Universitario.

"Eu não vi. O conheço e trabalha comigo há 13 anos, desde 2010, é um cara muito respeitoso. Segundo ele me falou, foi mal interpretado seus gestos. Estavam cuspindo e xingando ele, coisas de futebol, infelizmente. Parece que o torcedor pode fazer o que quiser. Se a gente reage, está errado. É assim", disse Fossati, que completou:

"É a única coisa que posso te garantir: é respeitoso para caramba. Vamos ver. Eles disseram que tem câmeras. É o que eu digo na hora do jogo: desde que tem câmera, acabaram as discussões. Se ele errou, infelizmente vai ter que pagar. Espero que não seja nada. E se não errou, bom, estará daqui a pouco conosco".

Corinthians e Universitario voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (18), no Estádio Monumental de Lima. O Timão tem a vantagem do empate para conseguir a classificação às oitavas de final da Sul-Americana, contra o Newell´s Old Boys, da Argentina.

Casos de violência e agressão marcaram o mundo esportivo na última semana; relembre

Últimas