Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Palmeiras se manifesta contra a CBF e pede ‘mesmo tratamento’ a Abel Ferreira após mais um cartão

Abel chegou a 50 cartões pelo Verdão na derrota para o Fortaleza; clube acusa perseguição ao treinador

Futebol|Do Live Futebol BR


Abel Ferreira levou 50 cartões pelo Palmeiras
Abel Ferreira levou 50 cartões pelo Palmeiras

O Palmeiras publicou nesta quinta-feira (1º) um comunicado em defesa de Abel Ferreira após mais uma expulsão. O treinador recebeu um cartão amarelo e um vermelho direto na derrota para o Fortaleza, na última quarta-feira (31), pela Copa do Brasil.

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Na súmula, o árbitro Savio Pereira Sampaio justificou a expulsão: "Protestar contra a decisão da arbitragem de forma grosseira e ofensiva com gestos ao arremessar um copo de água no chão, socar o ar e proferir as seguintes palavras: "Foi falta, filho da p...". Abel chegou a 50 cartões desde que assumiu o Palmeiras.

Publicidade

Leia também

Comunicado do Palmeiras na íntegra:

Sempre disposta a contribuir com a melhora do futebol nacional, a Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público reivindicar junto à CBF que providências sejam tomadas no sentido de assegurar ao técnico Abel Ferreira o mesmo tratamento concedido aos seus colegas de profissão por parte das equipes de arbitragem escaladas para os jogos do clube.

Publicidade

Não podemos aceitar atitudes persecutórias contra um profissional competente e vitorioso que, ao longo de mais de dois anos de trabalho à frente do Verdão, vem valorizando o futebol brasileiro de forma inconteste.

A explicação contida na súmula para a expulsão do nosso técnico, ontem, contra o Fortaleza, falta com a verdade e será contestada pelo clube nas esferas competentes.

Com surpresas americanas e sem brasileiros: saiba quais são os 30 clubes mais valiosos do mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.