Futebol Nome de Luxemburgo para técnico do Santos é rejeitado em comitê

Nome de Luxemburgo para técnico do Santos é rejeitado em comitê

Voltar ao cargo no Peixe era uma das condições dele para aceitar a gerência de futebol com acúmulo das funções até dezembro

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Luxemburgo: sem sinal verde

Luxemburgo: sem sinal verde

Divulgação

O CG (Comitê de Gestão) do Santos rejeitou o nome de Vanderlei Luxemburgo para técnico – seria a quinta vez dele no cargo. Comandante do Peixe em 1997, 2004, 2006 e 2009, Luxa foi vetado por 4 votos a 2 na tarde desta quarta-feira (14).

Ser treinador era uma condição dele para voltar, acumulando a função de gerente de futebol até dezembro. Segundo bastidores, o custo do profissional e dois auxiliares seria de R$ 500 mil por mês.

Campeão brasileiro (2004) e bicampeão paulista (2006 e 2007) pelo Alvinegro Praiano, Luxemburgo é admirado por boa parte da torcida, mas divide opinião entre os mais jovens e também criou desafetos pontuais dentro do clube.

O retorno de Luxa em substituição a Lisca era esperado justamente para esta tarde ou, no máximo, na quinta (15), mas o entendimento do CG frustrou os planos do profissional e de seus entusiastas.

Antes do Santos, o último time treinado por Luxemburgo foi o Cruzeiro, de onde saiu no começo de 2022. Ele tentou, ainda, ser candidato a senador por Tocantins, mas a intenção naufragou após divergências partidárias.

Com Lisca e Barroca, Brasileirão chega a 17 técnicos demitidos; relembre todos

Últimas