Futebol Na gestão Rueda, Santos bateu na trave duas vezes antes de cair

Na gestão Rueda, Santos bateu na trave duas vezes antes de cair

Peixe brigou contra o rebaixamento nas últimas duas edições do Paulistão e amargará a Série B em 2024

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Andrés Rueda é o grande responsável pelo rebaixamento do Santos no Brasileiro

Andrés Rueda é o grande responsável pelo rebaixamento do Santos no Brasileiro

Divulgação / Santos FC

"Água mole em pedra dura tanto bate até que fura." A expressão define o que foi a gestão de Andrés Rueda no Santos. Depois de bater na trave duas vezes, o Peixe amargou seu primeiro rebaixamento da história.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

A queda para a Série B do Brasileiro foi sacramentada na quarta-feira (6), com a derrota para o Fortaleza, por 2 a 1, em plena Vila Belmiro, mas ela vinha sendo construída desde dezembro de 2020, quando Andrés Rueda foi eleito presidente.

Durante a gestão de Rueda (2021, 2022 e 2023), o Santos não conseguiu a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista. Para piorar, o Peixe lutou contra o rebaixamento até o fim nas últimas duas edições.

A diretoria não aproveitou os sinais de que algo de diferente precisava ser feito para evitar o pior. A conta chegou justamente no "Brasileirão Rei", uma homenagem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ao Rei Pelé, que faleceu em dezembro do ano passado.

O mandato de Andrés Rueda termina no fim do ano, e o presidente vai ficar marcado como o grande responsável pelo primeiro rebaixamento da história do Santos.

O novo mandatário santista será conhecido neste sábado (9) e vai assumir o cargo com a missão de recolocar o Peixe entre os principais clubes do futebol brasileiro.

Após rebaixamento do Santos, Vila Belmiro amanhece com ônibus e carros destruídos

Últimas