Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Mãe de acusado da morte de Daniel pede perdão à família do jogador

Em vídeo, mãe de David Willian,18, preso por participação na morte de meio-campo do São Paulo, joga a culpa em Edison Brittes por crime 

Futebol|Carla Canteras, do R7, com informações da RecordTV


David Wilian e Ygor King acusados de participação no assassinado de Daniel Correa
David Wilian e Ygor King acusados de participação no assassinado de Daniel Correa

A mãe de David Willian, de 18 anos, um dos acusados de participação na morte do ex-jogador do São Paulo Daniel Corrêa, falou com exclusividade ao programa Balanço Geral SP, da RecordTV, nesta quarta-feira (26) e pediu perdão para Eliane Corrêa, mãe do ex-atleta. 

Leia também

"Eu peço perdão para ela. Como mãe eu me coloco no lugar dela e nunca, nunca, nunca ninguém vai trazer de volta o filho dela", frisou a mãe do acusado. 

Ela ainda afirmou que reconhece o erro do filho ao bater em Daniel, mas que ele não deve ser punido pelo assassinato e sim pela agressão. O filho foi influenciado por Edison Brittes, réu confesso do assassinato do ex-jogador. 

"Eles são moleques e não têm a capacidade mental para pensar no que poderia vir a acontecer. Eles agem no calor da emoção. Agem sem pensar e acabam sendo influenciados por uma pessoa que estava tomada pelo ódio", disse a mãe de David. 

Publicidade

De acordo com ela, David e Ygor King, outro jovem acusado, só estiveram duas vezes com Edison Brittes. Uma vez foi no dia em que pegaram os convites para a festa de aniversário de Allana e, a outra, foi no dia em que aconteceu o assassinato do jogador. 

O programa mostrou ainda uma entrevista da tia de criação de Ygor King, que também está preso por participação na morte de Daniel. Ela explicou que o sobrinho estava passando por um momento complicado, após o suícidio de seu irmão de criação, e mostrou uma carta escrita pelo jovem.

Publicidade

Daniel Corrêa foi assassinado no dia 27 de outubro, após participar de uma festa na casa do empresário Edison Brittes, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. 

O corpo do atleta foi encontrado em uma mata na área rural do município. A vítima tinha sinais de degola, teve o pênis decepado e outros sinais de ferimentos. 

Publicidade

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Do Cruzeiro ao São Bento: Relembre a trajetória de meia Daniel

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.