Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Luxemburgo critica protestos dos torcedores: 'Quando morrer alguém, vão parar'

Delegação do Corinthians foi pressionada no hotel, onde estava hospedada, em Belo Horizonte (MG), após a derrota para o América-MG

Futebol|Do Live Futebol BR

Vanderlei Luxemburgo desabafou sobre o protesto de torcedores
Vanderlei Luxemburgo desabafou sobre o protesto de torcedores Vanderlei Luxemburgo desabafou sobre o protesto de torcedores

Aliviado com a vitória sobre o Atlético-MG, por 1 a 0, na noite deste sábado (8), no Mineirão, Vanderlei Luxemburgo aproveitou a entrevista coletiva para criticar o protesto feito por torcedores no hotel onde a delegação do Corinthians estava hospedada em Belo Horizonte (MG).

 Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Depois da derrota para o América-MG, por 1 a 0, na última quarta-feira (5), pela Copa do Brasil, torcedores foram até o hotel e criticaram os jogadores. O experiente zagueiro Gil foi o principal alvo dos protestos.

Publicidade

Leia também

"Gostaria de comentar uma coisa fundamental. Independente do resultado. É muito ruim você estar numa concentração no hotel e se sentir numa prisão domiciliar. Você não pode descer para o hall, ir no elevador, é agredido verbalmente na recepção. Você chega em Santos e não pode entrar no hotel. Onde vamos parar? Quando morrer alguém, vão parar", disparou Luxemburgo.

É bom lembrar que, no início da semana, Luan foi agredido por membros da Gaviões da Fiel  principal organizada do clube  em um motel. O meia-atacante está treinando em separado dos demais jogadores e pode trocar o Corinthians pelo Grêmio.

Publicidade

"Acho que MP, governo, CBF, federações... Eu não posso transitar no hotel sem atender os torcedores que querem tirar uma foto com a gente. Isso está ultrapassando o limite. A torcida tem direito de protestar, mas ali é nosso local para se preparar. Alguém precisa tomar uma medida, são só jogadores de futebol. Isso acontece no futebol brasileiro", destacou o treinador.

A vitória sobre o Atlético-MG fez o Corinthians subir para o 14º lugar, com 15 pontos. O time comandado por Luxemburgo corria o risco de entrar na zona de rebaixamento do Brasileirão no complemento da 14ª rodada se tivesse perdido no Mineirão.

Traição, resort de luxo e futebol na antiga escola: veja as férias dos jogadores que atuam na Europa

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.