Futebol Fluminense começa a temporada com mais perdas do que reforços

Fluminense começa a temporada com mais perdas do que reforços

Dez jogadores deixam as Laranjeiras para 2019 e oito atletas chegaram. A grande aposta da diretoria é a chegada do técnico Fernando Diniz

apresenta fluminense

Fernando Diniz é a grande aposta do Fluminense para temporada 2019

Fernando Diniz é a grande aposta do Fluminense para temporada 2019

Divulgação Fluminense

Depois brigar contra o rebaixamento até a última rodada do Brasileiro, o Fluminense começa 2019 com mais perdas do que ganhos. Esse fato aumenta ainda mais a preocupação dos torcedores, que há sete anos não sabem o que é ser campeão.

Para desespero de Fernando Diniz, treinador contratado para a temporada, dez jogadores se despediram do Tricolor. Entre eles, duas peças fundamentais no clube: o zagueiro e capitão Gum, que está sem clube, e o camisa 10 Junior Sornoza, negociado com o  Corinthians.

Além deles, saíram: Jadson (volante), Marcos Junior (atacante), Ayrton Lucas (lateral-esquerdo), Richard (volante), Matheus Alessandro (atacante), Fernando Neto (lateral-esquerdo), Junior Dutra (atacante) e Julio Cesar (goleiro).

Reforços

Para compensar as perdas, Diniz vai ter oito novos atletas em todos os setores do time.

Para montar o sistema defensivo chegou o goleiro Agenor, do Guarani. Na zaga, Matheus Ferraz, do América-MG, vai tentar substituir Gum. Do Cruzeiro, vieram o volante Bruno Silva e o lateral-direito Ezequiel.

O ataque foi o setor mais reforçado e três atletas foram contratados: Mateus Gonçalves (Sport), Luis Felipe (Internacional) e Yony González (Junior Barranquilla/Colômbia).

O último nome anunciado foi o meia Caio Henrique, que estava no Atletico de Madri, da Espanha.

Pedro continua

A boa notícia para os tricolores é que o menino-artilheiro Pedro continua nas Laranjeiras. Mesmo sem jogar desde agosto, por causa de lesão no joelho direito, o jovem de 21 anos foi artilheiro do time na temporada, com 19 gols.

Em 2019, o Fluminense disputa quatro competições: Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro, Copa Sul-americana e Copa do Brasil. O dilema da torcida tricolor é saber se o estilo de Fernando Diniz vai fazer com que a temporada traga menos preocupação do que no ano passado, quando o clube lutou contra o rebaixamento no Brasileirão.

Arte/R7

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

#10YearChallenge: os matadores do futebol brasileiro em 2009 e 2019