Comandante faz piada com argentinos após cantoria em avião: 'Pelé és más grande que Maradona'

Grupo de torcedores pede para comissários de bordo acelerarem serviço para cantar hit

Que argentino tem fama de folgado todo mundo já sabe. Mas dessa vez eles foram além da conta. Na última segunda-feira (7), em um voo entre Brasília e São Paulo, um grupo de cerca de 30 torcedores argentinos pediu para os comissários de bordo acelerarem o serviço de bordo porque eles queriam cantar o hit provocativo Decime que se siente em pleno avião.

A pedido de um jornalista argentino que estava no voo, o comandante — muito gentil — aceitou a sugestão, deu as boas-vindas aos torcedores e ajudou no pontapé inicial da música que lembra, entre outros temas, o gol de Caniggia e a derrota do Brasil para a Argentina na Copa de 1990, que nos custou a eliminação, e a velha história de Diego Maradona é “más grande” [maior] que Pelé —trecho que é cantado com um pouco mais de raiva.

Por cerca de 20 minutos, os “hermanos” cantaram, balançaram bandeiras, chacoalharam camisas, fizeram piada e distribuíram sorrisos para os brasileiros do voo, que eram, na maioria, senhores com sono e famílias com crianças. Após a cantoria, por cerca de 30 minutos o voo prosseguiu sem maiores percalços.

Leia mais notícias de Esportes

Minutos antes do pouso, porém, veio o troco. O comandante passou as informações sobre o horário da aterrisagem, as condições do clima em São Paulo e agradeceu pela escolha da companhia aérea.

Ele repetiu tudo em três idiomas e deixou, de propósito, o espanhol para o final: “Llegaremos a las 23h51 en São Paulo, tenemos 17 grados con lluvia y solamente para lembrar: Pelé es más grande que Maradona”. Em tradução livre: Chegaremos às 23h51 em São Paulo, chove e faz 17 graus e só para lembrar: Pelé é maior que Maradona".

Assista abaixo ao canto dos torcedores argentinos durante o voo: