Campeonato Paulista É decisão! Palmeiras e São Paulo jogam pelo título do Paulistão 2022

É decisão! Palmeiras e São Paulo jogam pelo título do Paulistão 2022

Com a vitória do Tricolor por 3 a 1 no Morumbi, Verdão precisa vencer por no mínimo 2 gols no Allianz; Record TV transmite a final

Atletas do Palmeiras participam de treino visando a final contra o São Paulo

Atletas do Palmeiras participam de treino visando a final contra o São Paulo

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS

O Paulistão 2022 conhecerá neste domingo (3) seu campeão. A partir das 16h, com transmissão da Record TV, do R7 e do PlayPlus, Palmeiras e São Paulo fazem o jogo de volta no Allianz Parque. Na primeira partida, vitória do Tricolor por 3 a 1 no Morumbi, em noite de recorde de público no estadual.

Para impedir o bicampeonato estadual do rival, que não acontece há 30 anos, o Verdão terá que vencer por no mínimo dois gols. Pelo regulamento, vitória tricolor, empate ou triunfo alviverde por um gol de vantagem neste domingo garantem a taça ao time comandado por Rogério Ceni.

Uma vitória palmeirense por dois gols empata o placar agregado, e o campeão, nesse caso, será definido nos pênaltis. Se o Palmeiras vencer por três ou mais gols de diferença, conquistará o título no tempo normal. 

Se segurar a vantagem construída no jogo de ida, o time do Morumbi empata com o rival em número de títulos estaduais: 23 para cada um.

Dúvida de Abel
O Palmeiras chega à decisão com uma dúvida em seu time titular. O volante Danilo não participou do jogo de ida por estar lesionado (trauma na coxa esquerda), mas já voltou aos treinos, e o técnico Abel Ferreira espera contar com o camisa 28 para o segundo e decisivo confronto.

A decisão estadual é a nona final de Abel Ferreira em 17 meses de trabalho no Palmeiras. O português está com 50% de aproveitamento, tendo conquistado duas Libertadores (2021 e 2020), uma Recopa (2022) e uma Copa do Brasil (2022).

Neste domingo, Abel busca um título que ainda falta à sua galeria, e que teria um gosto de revanche, já que em 2021 ele perdeu a final para o mesmo São Paulo.

Além da derrota, outra marca negativa para o Palmeiras nos 3 a 1 do Choque-Rei no Morumbi foi que, pela primeira vez no ano, o time sofreu três gols num mesmo jogo.

Para tentar reverter a vantagem, o clube conseguiu junto à construtora atuar no Allianz Parque, que terá capacidade reduzida, devido ao show da banda Maroon 5, marcado para a próxima terça-feira (5). Ao todo, serão pouco mais de 27 mil palmeirenses no estádio, que tem capacidade para mais de 40 mil.

"Esse time já mostrou tudo que pode fazer. Principalmente em casa. Precisamos ganhar e fazer no mínimo dois gols. Deixar o que aconteceu [derrota no Morumbi] para trás. Nós podemos virar isso e transformar isso em realidade", disse o meia Atuesta.

Luciano (ao centro) em treino do São Paulo

Luciano (ao centro) em treino do São Paulo

RUBENS CHIRI/SITE OFICIAL DO SÃO PAULO

Pelo bicampeonato
O São Paulo não conquista um bicampeonato na sua história desde a sequência de três Brasileiros (2006, 2007 e 2008). Pelo Paulista, a última conquista desse tipo se deu em 1992, diante do mesmo Palmeiras.

Como não poderá contar com seu torcedor no Allianz, devido à regra estadual da torcida única em clássicos, o Tricolor resolveu abrir seu último treino para a torcida. Mais de 21 mil são-paulinos estiveram no Morumbi.

O time não terá nenhum desfalque e deve repetir a mesma equipe que começou o jogo de ida. Além disso, terá o retorno do zagueiro Arboleda, que estava na seleção equatoriana, classificada para a Copa do Mundo no Catar.

No entanto, o camisa 5 acabou multado por não comparecer à reapresentação que já visava o duelo de volta da decisão do Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras X São Paulo
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data e hora: domingo (3), às 16h
Arbitragem: Raphael Claus
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back
VAR: Thiago Duarte Peixoto

Transmissão: Record TV, R7 e PlayPlus

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Jailson), Zé Rafael, Gustavo Scarpa (Wesley) e Raphael Veiga; Dudu e Rony. Técnico: Abel Ferreira

SÃO PAULO: Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Léo e Welington; Pablo Maia, Rodrigo Nestor, Igor Gomes e Alisson; Éder (Luciano) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni

Reencontro após 6 a 0 e mão na bola salvadora: as curiosidades dos grupos da Copa do Mundo de 2022

Últimas