Campeonato Paulista Ceni aponta mudança no São Paulo: 'Vestem a camisa com paixão'

Ceni aponta mudança no São Paulo: 'Vestem a camisa com paixão'

Treinador também elogiou o trabalho de Abel Ferreira no Palmeiras, e ao lado de Rafinha projetou o jogo da grande final

Buscando o bicampeonato paulista, o São Paulo recebe o Palmeiras na noite desta quarta-feira (30), às 21h40, no estádio do Morumbi, para a primeira partida da decisão do Paulistão 2022. O confronto, que terá transmissão da Record TV, do R7 e PlayPlus, marcará o reencontro das equipes que foram protagonistas da finalíssima em 2021. Na ocasião, o Tricolor Paulista levou a melhor e foi campeão, saindo de uma fila de nove anos sem títulos.

Rogério Ceni e Abel Ferreira concederam entrevista coletiva nesta terça, na sede da FPF

Rogério Ceni e Abel Ferreira concederam entrevista coletiva nesta terça, na sede da FPF

Edu Garcia/R7 - 28.03.2022

Antes de a bola rolar, o técnico Rogério Ceni, que assumiu o comando após o título estadual, refletiu sobre a principal mudança de uma temporada para a outra.

"Mudança de postura do ano passado para esse. Maneira profissional, a maneira que eles encaram o dia a dia, os treinamentos. É só ver o orgulho do torcedor pelo time. Os caras vestem a camisa com paixão. Posso não ter talvez os jogadores com nível de Europa, com exceção a Rafinha, Miranda. Talento é importante, é um bônus que carrega, mas não é predominante ao desejo de vencer, de trabalhar, de se colocar, a vontade de vencer se sobrepõe. Talento puramente não resolve", analisou Ceni.

Iniciando o Paulistão de uma maneira não muito boa, o Tricolor Paulista venceu a primeira partida da competição apenas na quarta rodada, quando derrotou o Santo André por 1 a 0, com gol de Marquinhos nos últimos minutos. Antes, havia sido derrotado pelo Guarani e pelo RB Bragantino, além de empatar sem gols com o Ituano.

"Não arrancamos muito bem na competição, mas o grupo foi ganhando corpo, fizemos por merecer. O coletivo se comportou muito bem e nos trouxe até aqui. Nossa equipe tem mérito de chegar na final, agora é o momento que todos os jogadores e torcedores gostam, que é a decisão. Nosso coletivo foi muito forte", avaliou o lateral Rafinha.

Com promessa de casa cheia, o São Paulo já vendeu, até o início desta terça-feira, mais de 40 mil ingressos para a decisão. O time do Morumbi é o detentor do recorde de maior público do campeonato. Cerca de 54 mil torcedores acompanharam a vitória diante do Corinthians. Para Rogério Ceni, esse será o fator diferencial nesta primeira partida da grande final.

"Essa conexão os atletas compreenderam que era necessário para estar nessa final, e eles (torcida) vão ser o fator que equilibra. O Palmeiras tem esse passo à frente, de um trabalho mais longínquo, mais tempo vencendo, uma geração vencendo, nós também queremos nos tornar uma geração vencedora. Nós ganhamos o Paulistão ano passado e a torcida é fundamental para que, nessa primeira partida, a gente possa equilibrar ainda mais a partida contra uma equipe que vem de grandes títulos conquistados", finalizou Ceni.

Para a partida, o treinador não contará com Gabriel Sara, que se recupera de lesão no tornozelo. Arboleda, com a seleção do Equador, é dúvida. Já Rafinha tranquilizou os torcedores e estará à disposição.

Saiba quem são os jogadores trintões do Corinthians

Últimas