Campeonato Paulista Argentino Fabián Bustos será o 18º técnico estrangeiro no Santos

Argentino Fabián Bustos será o 18º técnico estrangeiro no Santos

Treinador, que estava no Barcelona de Guayaquil, chega para substituir Fábio Carille, demitido após a derrota para o Mirassol

Técnico Fabián Bustos em entrevista coletiva pelo Barcelona de Guayaquil

Técnico Fabián Bustos em entrevista coletiva pelo Barcelona de Guayaquil

Divulgação/Barcelona de Guayaquil

O técnico argentino Fabián Bustos assumirá o comando do Santos. O clube paulista anunciou a contratação do comandante nesta sexta-feira (25). Ele chega para assumir o time no lugar de Fábio Carille, demitido após a derrota para o Mirassol, pela sétima rodada do Paulistão 2022.

Aos 52 anos, Bustos será o 18º profissional de fora do Brasil a comandar o Alvinegro Praiano e o quarto nos últimos três anos – antes dele, desde 2019, passaram pelo clube os também argentinos Jorge Sampaoli e Ariel Holan, além do português Jesualdo Ferreira.

O primeiro nome da lista de treinadores estrangeiros foi Harold Cross, da Irlanda, que comandou o clube ainda na era amadora, em 1912.

Este será o primeiro trabalho de Bustos como técnico fora do Equador. Ele estava no Barcelona de Guayaquil desde 2020, quando assumiu após o título nacional da temporada 2018-2019, à frente do Delfin SC. No Barça sul-americano, foi bicampeão da Liga Equatoriana em 2020 e 2021.

O primeiro time da carreira do treinador foi o Manta FC. Antes de comandar o Delfin, ele passou por Deportivo Quito, Imbabura FC e Macará.

Segundo colocado no seu grupo no Campeonato Paulista, o Peixe volta a campo no domingo (27), quando recebe o Grêmio Novorizontino, na Vila Belmiro, às 18h30, pela nona rodada do Estadual. O time vem de vitória por 3 a 0 contra o Salgueiro, resultado que lhe permitiu avançar à segunda fase da Copa do Brasil.

Confira os estrangeiros que já dirigiram o Santos:

Era amadora
1912 – Harold Cross (Irlanda)
1916-1919 – Juan Bertone (Uruguai)
1919 – Ramón Platero (Uruguai)

Era profissional
1934 – Pedro Mazullo (Uruguai)
1934-1935 e 1950 – Caêtano di Domenica (Itália)
1937 – Franz Gaspar (Hungria)
1939-1940 – Isaac Goldenberg (Áustria)
1940-1941 – Dario Letona (Peru)
1944 – Ricardo Diez (Uruguai)
1946-1947 – Abel Picabéa (Argentina)
1948 – Diego Ayala (Paraguai)
1951 – Luiz Comitante (Uruguai)
1954 – Giuseppe Ottina (Itália)
1977-1978 – Ramos Delgado (Argentina)
2019 – Jorge Sampaoli (Argentina)
2020 – Jesualdo Ferreira (Portugal)
2021 – Ariel Holan (Argentina)
2022 – Fabián Bustos (Argentina)

*Fonte: AcervoSantosfc.com

Últimas