Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Com 15 jogos oficiais, Lusa aposta na Copinha para motivar torcida

Time enfrenta Volta Redonda por vaga nas oitavas de final da competição: 'Precisamos do Canindé cheio para recolocar a Portuguesa onde ela merece'

Especiais|André Avelar, do R7

Semifinalista em 2018, Portuguesa tenta repetir boa campanha na Copa São Paulo
Semifinalista em 2018, Portuguesa tenta repetir boa campanha na Copa São Paulo Semifinalista em 2018, Portuguesa tenta repetir boa campanha na Copa São Paulo

Ainda que maltratada nos últimos anos, a torcida enche os pulmões para dizer que o “tapetão me fez cair / e no gramado eu vou voltar”. Mais do que isso, entre palavrões e ofensas à CBF (Confederação Brasileira de Futebol), os torcedores da Portuguesa atestam: “A Lusa não vai acabar”. O time tem só 15 jogos oficiais garantidos para 2019, já que não tem divisão nacional, nem presença confirmada na Copa Paulista.

A certeza da sobrevivência vem de outra boa campanha do time sub-20 na Copa São Paulo de Futebol Júnior, campeão pela última vez em 2002. Semifinalista em 2018, a Portuguesa avançou a terceira fase da competição, uma antes das oitavas de final, com três vitórias e um empate. A equipe enfrenta nesta segunda-feira (13) o Volta Redonda, às 21h30 (de Brasília), no Canindé.

Depois de sucessivas más administrações, o tradicional time da capital paulista foi eliminado ainda na primeira fase da Copa Paulista e simplesmente ficou sem divisão nacional para este ano — para piorar a situação, o gol do Juventus, que sacramentou a pior fase da história do clube, foi marcado por Dener, homônimo do ídolo que morreu em um acidente de carro em 1994.

O início da derrocada, como garantem em verso e prosa as arquibancadas do Canindé, se deu no final de 2013. Naquele ano, o Fluminense entrou com um recurso STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) pela escalação irregular do meia Héverton, da Portuguesa, em uma partida contra o Grêmio, na última rodada do Brasileirão. Por unanimidade, o Flu garantiu a permanência na Série A e a Lusa a partir daí amargou uma série de rebaixamentos até não ter mais 'letra' para disputar, depois de ser eliminada da D, com uma derrota para a Desportiva Ferroviária.

Publicidade
Atacante Davi é um dos xodós da torcida da Portuguesa
Atacante Davi é um dos xodós da torcida da Portuguesa Atacante Davi é um dos xodós da torcida da Portuguesa

Presidente do clube desde o final de 2016, Alexandre Barros reconhece que o torcedor rubro-verde é diferenciado e sobrevive apesar dos raros momentos de sucesso nas últimas três décadas. Segundo ele próprio, o último momento brilhante foi em 2011, com o time que ficou conhecido como Barcelusa, — em clara alusão ao Barcelona de Pep Guardiola — pelo acesso à Série A do Brasileiro, com uma campanha que chegou a ficar 18 jogos sem perder.

COSME: Do Real Madrid à cachaçaria Brejo dos Bois: Luxemburgo

Publicidade

“Quem torce para a Portuguesa é louco. Não vê o time ganhar nada, não vê o time ser campeão de nada... Então, uma vitória para o torcedor da Lusa é como se fosse um título”, disse o presidente, que espera outra boa campanha na Copinha para seguir com planos ambiciosos.

Leia também

“Você começa a reeditar a mesma coisa e o torcedor se emociona com pouco. Dá para chegar muito mais longe e o torcedor merece muito mais. A gente deve para o torcedor. O que a gente precisa é ter o torcedor de volta porque é ele que vai recolocar a Portuguesa no lugar dela. Com o estádio vazio, a dificuldade é muito maior”, continuou Barros, no ano que antecede o centenário.

Publicidade

Eliminada em setembro da Copa Paulista, o torcedor ficou longos quatro meses sem visitar o Canindé. Para este ano, além da Copinha, o torcedor pôde ver o time em casa em uma partida da Copa Rubro-Verde (um torneio amistoso com times de origem lusitana), contra a Portuguesa Santista. Apesar das lotações não terem sido divulgadas, o torcedor mais presente garante que o público do sub-20 era maior do que o do profissional.

Portuguesa tenta repetir feito de 2002 na Copinha
Portuguesa tenta repetir feito de 2002 na Copinha Portuguesa tenta repetir feito de 2002 na Copinha

O elenco de cima inclusive já conta com a ajuda da categoria de base. O artilheiro Davi, por exmplo, é um dos xodós da toricda e deve ganhar mais oportunidades. O time do técnico Luiz Carlos Martins se prepara para a disputa das 15 rodadas da Série A-2 do Campeonato Paulista com o profissional.

Caso avance à fase eliminatória, claro, fará mais jogos na temporada além da provável participação na Copa Paulista — para efeito de comparação, o campeão brasileiro Palmeiras fez 74 jogos oficiais em 2018. A FPF (Federação Paulista de Futebol) ainda precisa confirmar os clubes participantes da competição do segundo semestre, depois da Copa América, algo que deve fazer apenas depois da final do Paulistão, em abril.

LANCELLOTTI: O esporte da bola oval agora desembarca nas semis

Caso consiga o acesso, na A-2 no ano seguinte o time poderá medir forças com Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Já o caminho até a elite do futebol nacional é ainda mais longo e passa justamente pelo acesso na Copa Paulista. A Lusa estreia na segunda divisão do Paulista contra o São Bernardo, já no próximo domingo (20), no Canindé.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

No topo! Arrascaeta se torna mais caro da história entre brasileira

" gallery_id="5c34f8d6ca90840ed70004f6" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/especiais/com-15-jogos-oficiais-lusa-aposta-na-copinha-para-motivar-torcida-29062022"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.