Copa 2018 Parreira sai em defesa de Neymar sobre simulações na Copa do Mundo

Parreira sai em defesa de Neymar sobre simulações na Copa do Mundo

Ex-técnico da seleção brasileira disse que atacante também é muito caçado em campo. Van Basten ressaltou que comportamento não é bom para futebol

R7 na Copa

Neymar atuou os 90 minutos dos jogos do Brasil e marcou apenas dois gols

Neymar atuou os 90 minutos dos jogos do Brasil e marcou apenas dois gols

Toru Hanai/Reuters - 6.7.2018

Um dos principais alvos dos adversários e das críticas nesta Copa do Mundo, Neymar continua sendo assunto mesmo depois da eliminação do Brasil. O técnico Carlos Alberto Parreira saiu em defesa do atacante nesta quinta-feira (12), em reunião do grupo técnico de estudos da Fifa, no Estádio Luzhniki, em Moscou.

Parreira, que trabalhou com Neymar quando era assistente-técnico da seleção no Brasil 2014, reconheceu o excessivo tempo que o jogador passa no chão, mas preferiu destacar que ele também é bastante atacado.

“O Neymar dentro de campo é muito agredido também. Ele realmente atrai essa mídia toda, mas para nós o que realmente importa é que ele faz a diferença”, disse Parreira, após a entrevista oficial, em bate-papo com jornalistas brasileiros.

A visão europeia para o mesmo jogador, no entanto, é diferente. O ex-jogador Marco van Basten se divertiu com as piadas que foram feitas com o camisa 10 da seleção brasileira e inclusive disse que “é bom ter um um pouco de humor no futebol”.

“Acho que não é uma grande atitude [simular faltas]. Se você atua tanto, ninguém vai ajudar você. Essa situação seguramente não é boa para o futebol”, resumiu o holandês, que também trabalha no grupo de estudos técnicos da Fifa.

Neymar atuou nos 90 minutos dos cinco jogos da seleção brasileira nesta Copa do Mundo e marcou apenas dois gols. A Rússia 2018 agora caminha para disputa da grande final. França e Croácia decidem o título, no domingo, a partir das 12 horas (de Brasília), no Luzhniki.

O que a imprensa internacional ainda fala de Neymar