Esportes Vítima de atropelamento, a triatleta Luisa Baptista é transferida para o Hospital das Clínicas

Vítima de atropelamento, a triatleta Luisa Baptista é transferida para o Hospital das Clínicas

A campeã pan-americana apresentou melhora no quadro de saúde, mas ainda enfrenta problemas de coagulação e nos pulmões

Agência Estado - Esportes
Luisa foi atropelada durante um treino de bicicleta

Luisa foi atropelada durante um treino de bicicleta

Reprodução/Instagram @luisabaptistad

A triatleta Luisa Baptista, atropelada durante um treino de bicicleta no último sábado (23), foi transferida para o HC (Hospital das Clínicas), em São Paulo (SP). O procedimento ocorre após uma melhora no quadro de saúde da atleta.

Luisa, de 29 anos, está submetida a um equipamento para a circulação do sangue. A informação é do boletim médico da Santa Casa de São Carlos.

Desde o acidente, a campeã pan-americana de triatlo passou por cirurgias devido às fraturas e, neste domingo (24), amanheceu sem complicações. Ainda assim, problemas de coagulação e nos pulmões da triatleta eram os principais alertas.

Ela chegou a ficar sedada e com ventilação mecânica, cuja finalidade é ajudar a entrada e a saída do ar dos pulmões. A equipe médica que cuida da triatleta informou ainda que não há necessidade de novas intervenções cirúrgicas no momento.

Uma equipe de médicos intensivistas do Hospital das Clínicas foi até São Carlos auxiliar no atendimento. Junto deles, o hospital enviou uma máquina de circulação extracorpórea, recurso indisponível na Santa Casa.

O equipamento auxilia na manutenção da pressão arterial, fazendo com que o sangue passe por oxigenação e chegue a todos os órgãos. Foi isso que possibilitou a transferência de Luisa para São Paulo.

O acidente

Durante seu treinamento de ciclismo, Luisa foi vítima de uma colisão com uma moto. O impacto resultou em múltiplos ferimentos e fraturas na tíbia e no fêmur. A atleta recebeu atendimento emergencial, foi entubada já no local do acidente e encaminhada à Santa Casa de São Carlos, em estado grave.

O motociclista Naym José Sales, de 27 anos, também recebeu socorro, por ferimentos de média complexidade. Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), ele não tinha habilitação e teve a motocicleta apreendida. O caso foi registrado pela Polícia Civil como lesão corporal culposa (quando não há intenção).

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Luisa Baptista foi campeã nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, no Peru. Ela conquistou a medalha de ouro na prova individual feminina do triatlo e na disputa do revezamento misto, ao lado de Vittoria Lopes, Manoel Messias e Kauê Willy.

O COB (Comitê Olímpico do Brasil) se manifestou sobre o acidente por meio de suas redes sociais. Na mensagem, o órgão desejou uma boa recuperação neste período em que Luisa se encontra hospitalizada.

"O Comitê Olímpico do Brasil deseja total recuperação à triatleta Luisa Baptista, campeã pan-americana em Lima-2019 e atleta olímpica em Tóquio, 2020, após grave acidente na manhã deste sábado. Força, Luisa! Estamos com você", escreveu a entidade na postagem de apoio. O ministro do Esporte também se manifestou e desejou plena recuperação para Luisa.

A CBTri (Confederação Brasileira de Triathlon) também prestou solidariedade. Luisa fez parte da delegação brasileira na Olimpíada de Tóquio, em 2020. Ela terminou a disputa individual na 32ª posição.

Últimas