Troca de ministro da Saúde trouxe a certeza. Futebol volta em maio

Federação Catarinense volta a abrir hoje. Para que clubes regularizem seus jogadores. O clima é de euforia nas Federações. E na própria CBF

Saída de Mandetta e entrada de Archer mudou a expectativa do futebol

Saída de Mandetta e entrada de Archer mudou a expectativa do futebol

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Alameda Delfim Pádua Peixoto s/n.

Endereço da Federação Catarinense de Futebol.

A partir de hoje, das 14 às 16 horas, o Departamento de Registro e Transferência estará aberto. E atendendo exclusivamente os clubes da Série A de Santa Catarina.

Eles poderão estender os contrato dos jogadores gratuitamente, sem taxa.

Todos os dirigentes dessas equipes foram avisadas para se apressarem. Para que os elencos estejam legalizados quando voltarem das férias, dia 1º de maio.

A pressa tem explicação.

O presidente da Federação, Rubens Angelotti, tem recebido fortes indícios de que será liberada a volta do Campeonato Catarinense em maio. 

Com muita chance de ser no sábado, dia 16, como ele requisitou para a CBF.

O primeiro indício é a mudança de atitude do governador Carlos Moisés. Devido aos poucos casos de coronavírus no estado.

Santa Catarina tem mais de 7,2 milhões de habitantes. Foram registrados 1.115 casos do coronavírus e 39 mortes, até hoje, 23 de abril.

Moisés reabriu o comércio, liberou shopping centers, igrejas.

A vida está voltando ao normal.

O governador Moisés recebe oficialmente o pedido de retorno do futebol para o dia 16 de maio. Acompanhado do pedido, o "Guia Médico de Retomada Progressiva do Futebol Profissional de Santa Catarina, de Forma Segura".

As primeiras informações que chegaram até Angelotti são otimistas.

Por isso, a expectativa é forte na Federação Catarinense que o Campeonato Estadual seja liberado.

Com portões fechados, em maio.

Com grande chance de ser no dia 16.

Os clubes catarinenses já receberam o protocolo médico de como devem voltar aos treinamentos.

Baseado no que acontece na Alemanha. Lá as equipes já estão treinando e os jogos retornarão em maio. 

Feldman é o interlocutor da CBF e Brasília. Ele percebeu a mudança

Feldman é o interlocutor da CBF e Brasília. Ele percebeu a mudança

CBF

Com índices proporcionalmente pior na Alemanha do que em Santa Catarina.

A provável volta do Campeonato Catarinense se espalhou para os presidentes de Federações. 

O ânimo é outro.

A realidade é que, como esperavam os dirigentes, a começar pela cúpula da CBF, com a troca do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta por Nelson Teich, está tendo os efeitos que esperavam.

O isolamento está sendo afrouxado, como em Santa Catarina.

Há outro fator importante também.

O governo quer o retorno do futebol até como missão social.

Aliviar a tensão por conta da pandemia.

Exatamente como acontece na Europa.

O grande interlocutor entre a CBF e os políticos de Brasília, ligados ao Ministério da  Saúde, é o secretário-geral, Walter Feldman.

Além de político e dirigente esportivo, Feldman também é médico. 

O 'diagnóstico' que tem chegado nas Federações de todo o Brasil é que o futebol vai retornar em maio.

Em estádios fechados.

Com jogadores, árbitros e todos envolvidos nas partidas sendo obrigados a mostrarem testes que comprovem estarem livres do coronavírus.

Times alemães já treinam desde o início do mês. Prontos para voltarem em maio

Times alemães já treinam desde o início do mês. Prontos para voltarem em maio

Reprodução Twitter

O retorno será primeiro em estados com menos casos da doença.

Santa Catarina surge como a grande favorita a romper a quarentena do futebol.

Atendentes estão esperando, na Alameda Delfim Pádua Peixoto s/n, a partir de hoje.

Para a prorrogar os contratos dos jogadores.

Já que o torneio deveria terminar daqui três dias.

Mas o coronavírus não deixou...

Memes: falta de futebol deixa internautas 'doentes' de saudades