Cosme Rímoli Triste dispensa de Daniel Alves, 39 anos, do Barça. Mas Tite não abre mão de ter o jogador mais velho da história do Brasil nas Copas

Triste dispensa de Daniel Alves, 39 anos, do Barça. Mas Tite não abre mão de ter o jogador mais velho da história do Brasil nas Copas

O Barcelona não quis seguir com o lateral brasileiro. Mesmo ele ganhando o menor salário do clube. Ele já busca outro clube. E Tite já garantiu: lateral de 39 anos terá sua vaga garantida na Copa. Para controlar Neymar

  • Cosme Rímoli | Do R7

Dispensa do Barcelona não afeta a decisão de Tite. Aos 39 anos, Daniel Alves estará na Copa

Dispensa do Barcelona não afeta a decisão de Tite. Aos 39 anos, Daniel Alves estará na Copa

Barcelona

São Paulo, Brasil

Era tudo o que Tite não queria.

A dispensa sumária, a demissão de seu capitão do Barcelona.

O clube catalão não quis saber de seguir com seu lateral-direito de 39 anos. 

Por um simples motivo: o jogador não tem condições de seguir como titular em uma equipe vibrante, intensa, como a que Xavi está montando.

Não interessou a história do atleta mais vitorioso do futebol mundial na Catalunha. Foram oito anos intensos, de 2008 a 2016. Depois o retorno, quase uma homenagem, nos últimos seis meses. Ele entrou apenas 17 vezes em campo, deu quatro assistências e marcou um gol. Todas as partidas foram no Campeonato Espanhol.

Ele ganhava o salário mais baixo do Barcelona. Cerca de 12.900 euros por mês, cerca de R$ 68 mil.

Estava disposto a prorrogar esse contrato até dezembro.

Nos seus planos estava jogar a Copa do Catar e depois se despedir do futebol do Barcelona no fim do ano.

Tite quer o veteraníssimo atleta em forma para a disputa do Mundial.

A dispensa do Barcelona, feita a mando do seu ex-companheiro de time e hoje treinador, Xavi, foi um duro golpe. O técnico, aliás, disse que, se ele ficasse, não jogaria. O que seria péssimo para o atleta que Tite quer ver como capitão de sua seleção.

A situação ficou constrangedora.

A saída para Daniel Alves foi apelar, como sempre faz quando algo vai mal na sua carreira, para as redes sociais.

"Agora sim chegou a hora da nossa despedida. Foram mais de oito anos dedicados a esse clube, a essas cores, a essa casa. Mas, como tudo na vida, os anos passam, os caminhos se desviam, e as histórias são escritas por algum momento em lugares diferentes. Tentaram me despedir mas não conseguiram (risos), mas vocês podem imaginar o quanto sou resistente e resiliente."

"Passaram muitos anos até que o futebol e a vida decidiram me dar a oportunidade de voltar para dizer adeus", escreveu.

Neymar e Daniel Alves são muito próximos. E o lateral é o único jogador que o atacante respeita

Neymar e Daniel Alves são muito próximos. E o lateral é o único jogador que o atacante respeita

CBF

O técnico do Brasil quer Daniel atuando até a Copa.

A saída mais fácil para o jogador é retornar ao país.

Antes de conseguir convencer Xavi a levá-lo por seis meses ao Barcelona, que vivia séria crise técnica, o lateral queria ir para o Flamengo. Encontrou as portas fechadas. Negociou com o Fluminense, não abriu mão de R$ 1 milhão por mês. O clube carioca desistiu.

Se ele baixar sua pretensão salarial, conseguirá emprego. Por conta de sua carreira midiática.

A sua última partida no Barcelona foi contra o Villarreal, na derrota por 2 a 0, em casa. Daniel Alves foi muito criticado pela imprensa espanhola.

O lateral também teve participações ruins nos amistosos do Brasil contra a Coreia do Sul e Japão. 

Mas Tite é obcecado no jogador.

Por um motivo muito simples. 

E que vai além do seu desempenho no gramado, cada vez pior.

Ele quer Daniel Alves no Catar porque é o único atleta que Neymar respeita e cujas palavras, e mesmo cobranças dentro de campo, leva em consideração.

Em 2018, ninguém se esquece de Thiago Silva tentando cobrar Neymar e tendo de ouvir o atacante o xingando. Diante de centenas de milhões de pessoas que acompanhavam os jogos do Brasil no Mundial.

A situação é simples de resumir.

Tite não abre mão de levar um jogador em fim de carreira para a Copa.

Daniel Alves será o jogador mais velho nascido no Brasil a disputar um Mundial.

O "privilégio" era de Thiago Silva, que disputou a Copa da Rússia com 33 anos.

O lateral já tem sondagens dos Estados Unidos e do Oriente Médio.

Além de já atiçar alguns empresários de equipes médias brasileiras.

Sem jogar, Daniel Alves não ficará.

Se será em alto ou baixo nível, aí é outra questão.

Antes, veio a constrangedora dispensa do Barcelona...

Da cerveja ao videogame: veja curiosidades sobre as torcidas brasileiras

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas