Cosme Rímoli Tite não chamou, mas avisou Daniel Alves. A vaga do veterano está encaminhada para a Copa

Tite não chamou, mas avisou Daniel Alves. A vaga do veterano está encaminhada para a Copa

Tite quis evitar 'enxurrada de críticas' e não chamou Daniel Alves para os jogos contra Venezuela, Colômbia e Uruguai. Mas avisou o lateral, sem clube, que ele segue garantido nos seus planos. Antony foi a boa novidade

  • Cosme Rímoli | Do R7

Tite mandou mensagem para Daniel. Avisando que ele não seria chamado

Tite mandou mensagem para Daniel. Avisando que ele não seria chamado

CBF

São Paulo, Brasil

Goleiros: Alisson, Ederson e Weverton

Laterais: Danilo, Emerson, Alex Sandro e Guilherme Arana

Zagueiros: Eder Militão, Lucas Veríssimo, Marquinhos e Thiago Silva

Meio-campistas: Casemiro, Edenílson, Everton Ribeiro, Fabinho, Fred, Gerson, Lucas Paquetá

Atacantes: Antony, Gabigol, Gabriel Jesus, Matheus Cunha, Neymar, Raphinha e Vinicius Júnior

Esses são os convocados de Tite para enfrentar a Venezuela, dia 7 de outubro, em Caracas, a Colômbia, em Barranquilla, e o Uruguai, em Manaus, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo.

A seleção venceu as oito partidas que disputou, está mais do que encaminhada a classificação para o Qatar.

E se classificará matematicamente se vierem as previsíveis mais três vitórias.

Ederson, Alisson, Weverton, Militão, Marquinhos, Thiago Silva, Danilo, Alex Sandro, Casemiro, Fabinho, Neymar, Richarlison, Gabriel Jesus e Paquetá estão mais do que garantidos para o Mundial do próximo ano.

Richarlison só não foi chamado por estar contundido.

E Daniel Alves por não ter clube.

Ou seja, 16 atletas já podem se preparar para o calor do Qatar.

Foram três os assuntos principais na convocação.

Antony tatuou na coxa a medalha de ouro que conseguiu em Tóquio. Convocação merecida

Antony tatuou na coxa a medalha de ouro que conseguiu em Tóquio. Convocação merecida

Reprodução/Instagram

O primeiro, a presença dos atletas que atuam na Inglaterra.

O coordenador Juninho Paulista não garantiu a presença dos jogadores, apenas disse 'ter confiança' que eles estarão nos jogos. Ou seja, que a Fifa consiga pressionar os clubes, desta vez, para a liberação, ao contrário do que aconteceu na última convocação.

Chamou a atenção que Claudinho e Malcon, do Zenit, que abandonaram a seleção nos jogos contra Chile, Argentina e Peru, foram deixados fora da lista, por Tite.

O treinador e Juninho Paulista pediram para os dois não voltarem para a Rússia no mês passado, mas eles preferiram obedecer o clube ao qual pertencem.

Quanto aos 'ingleses' a CBF já conseguiu do governo federal a liberação para que não passem pela quarentena obrigatória de 15 dias, exigida para quem vem do Reino Unido.

São eles, Ederson, Alisson, Emerson, Thiago Silva, Fabinho, Fred, Gabriel Jesus e Raphinha.

O segundo foco foi a convocação de Antony. O atacante do Ajax já merece uma chance na principal há muito tempo. Mas Tite finalmente chamou o habilidoso e velocista jogador. O treinador se rendeu depois do excelente desempenho dele na Olimpíada. E, na sequência, pelo Ajax.

O terceiro, como não poderia deixar de ser, foi Daniel Alves.

O jogador de 38 anos não foi chamado, coerentemente.

O motivo é que não está em clube algum.

Mas o técnico deixou escapar que, assim que encontrar um lugar para jogar, o lateral de 38 anos tem vaga garantida na seleção.

"Na última convocação nós conversamos com ele, e colocamos todos os aspectos que ele traz e que o remete à seleção brasileira."

"Tive um contato com o Dani por mensagem, não vou dizer o que é porque não me sinto no direito, mas há, sim, uma torcida para que ele encontre o seu melhor caminho. Ele é importante não só para a seleção, mas também para o futebol brasileiro."

Sim, o treinador avisou, por mensagem, a Daniel Alves, ou 'Dani', como ele o chama, que não seria convocado. Desta vez.

Até para evitar uma enxurrada de críticas que receberia, por chamar um jogador sem clube.

Tite já tem a maioria dos atletas que levará para o Qatar.

E eles são superiores às demais seleções da América do Sul. Inclusive à da Argentina, para quem o Brasil perdeu a Copa América.

O problema será os europeus, que seguem mais modernos taticamente, como Itália, Inglaterra, França, Holanda. Fora a Alemanha e Espanha que estão se reconstruindo. E a CBF não consegue arrumar amistosos, confrontos, para que a seleção se aprimore.

As eliminatórias sul-americanas são obrigatórias.

Mas ilusórias.

Tite sabe disso.

Mas não assume nem por tortura...

Lenda da NBA tenta vender mansão encalhada e faz desconto milionário

Últimas