Cosme Rímoli Socos, chutes, proibição de estudar, ter conta bancária. Acusações da ex, que podem causar a prisão de Pedrinho, do São Paulo

Socos, chutes, proibição de estudar, ter conta bancária. Acusações da ex, que podem causar a prisão de Pedrinho, do São Paulo

Depoimento da ex-namorada Amanda Nunes é estarrecedor. Uma história de horror, por conta do ciúme doentio do jogador. Além de não atuar mais pelo São Paulo, o risco de sua prisão é real. Ele não pode chegar perto de Amanda

  • Cosme Rímoli | Do R7

As acusações da ex-namorada Amanda Nunes são fortíssimas. E podem até causar a prisão de Pedrinho

As acusações da ex-namorada Amanda Nunes são fortíssimas. E podem até causar a prisão de Pedrinho

São Paulo

São Paulo, Brasil

Uma história de terror.

De abusos.

Assim pode ser resumido o depoimento de Amanda Nunes, ex-namorada de Pedrinho, jogador do Lokomotiv, emprestado ao São Paulo.

São 56 páginas de relatos de abusos, agressões, ameaças, até de morte. E várias fotos de hematomas, cortes, inchaços, provocados por supostos socos e chutes dados pelo atacante.

O ciúme chegava ao ponto absurdo de que ela fosse proibida de estudar, ter conta bancária, ser obrigada a dizer aonde iria a cada instante.

O controle era absoluto.

Qualquer reclamação terminava em ameaças e agressões, de acordo com Amanda.

E ela ouviu dele a frase mais temida.

"Se não for minha, não será de mais ninguém."

O que pode ser interpretado como ameaça de morte.

O relato de Amanda Nunes foi tão chocante que ela conseguiu um termo de pedido de concessão de medida protetiva. 

Ou seja, Pedrinho não poderá ficar a menos de 300 metros dela e da família da ex-namorada. Não poderá também ficar perto da casa de Amanda, muito menos frequentá-la.

Não pode entrar em contato por telefone, internet ou qualquer outra maneira.

Também não pode postar, compartilhar ou comentar as publicações de Amanda.

A situação ficou muito pior para o jogador, depois das confirmações de agressões, ameaças e maneira obsessiva com que ela garantiu ser tratada. Com direito a 13 fotos acopladas às denúncias.

Amanda esteve ontem na 4ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo.

Amanda estava nos jogos de Pedrinho. Ciúme doentio teria mudado a vida do casal
Amanda estava nos jogos de Pedrinho. Ciúme doentio teria mudado a vida do casal Reprodução/Instagram

Falou por uma hora e meia com a delegada Marina Cerqueira.

Pedrinho também terá direito de dar sua versão.

Mas a acusação é muito consistente.

E narra uma rotina de horror.

A direção do São Paulo foi pega de surpresa com a situação. Pedrinho foi uma conquista muito comemorada. Havia outros clubes interessados no velocista atacante, que começou no América Mineiro, passou pelo Red Bull Bragantino e foi para o Lokomotiv.

Seu empréstimo até o fim do ano custou cerca de R$ 4 milhões, com a possibilidade de compra por mais R$ 18 milhões, em dezembro.

Ele estava conseguindo impor seu estilo driblador, veloz.

De acordo com os relatos, cada vez piores, só se confirma a postura da maioria dos conselheiros e membros da direção: a de que Serginho não vestirá mais a camisa do São Paulo.

O que o departamento de futebol do clube articula é uma maneira de evitar prejuízo. Ou seja, repassar o atleta para outra equipe, assim como fez com Jean, que, em 2017, agrediu sua esposa e foi emprestado ao Cerro Porteño.

Só que não será tão fácil.

Advogado consultado pelo blog afirma que as evidências são muito fortes contra o atacante.

Jean foi liberado pela polícia americana das agressões que cometeu em Orlando.

Serginho, não.

Ele teria agredido e cerceado Amanda no Brasil, em São Paulo.

E responderia pelos crimes aqui.

Podendo até ser preso, caso tudo o que a namorada afirma seja confirmado.

Pedrinho está afastado dos treinamentos desde sexta-feira. Ele ainda ficou com o elenco por dois dias, depois de a denúncia de Amanda se tornar pública.

O presidente do São Paulo, Julio Casares, proibiu os jogadores de comentar o caso. Assim como Rogério Ceni tratará como um "problema particular" de Pedrinho.

A estratégia do afastamento era para "acalmar a situação".

Mas ela só ficou pior quando as acusações de agressões e abusos, feitas por Amanda, se tornaram públicas.

A situação de Pedrinho, não só como jogador, está complicadíssima.

Mas como cidadão acusado de agredir uma mulher.

A prisão pode ser o caminho...

Paulistão é sucesso de público e atrai mais de 1 milhão de torcedores só na primeira fase

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas