Cosme Rímoli Seleção Olímpica que vai a Toulon em risco. Por causa de Rodrygo

Seleção Olímpica que vai a Toulon em risco. Por causa de Rodrygo

O presidente santista garante que não cederá jogador, de jeito algum, para disputar o torneio de Toulon, data que não 'Fifa'. Jardine está preocupado

Santos, Rodrygo, Seleção Olímpica, Toulon

Se o Santos desconvocar Rodrygo, outros clubes podem exigir liberações

Se o Santos desconvocar Rodrygo, outros clubes podem exigir liberações

CBF

São Paulo, Brasil

André Jardine está preocupado.

A tensão que vive tem como foco a visita amanhã do presidente do Santos, José Carlos Peres, à CBF.

Com a lei ao seu lado, o dirigente exige a liberação de Rodrygo do torneio de Toulon.

A competição não será disputada em data-Fifa e o Santos não é obrigado a ceder o atleta. 

O Real Madrid, dono do jogador, também não quer seu atleta exposto à competição sem a necessidade.

A competição na França impedirá que os convocados disputem quatro rodadas do Brasileiro.

Caso a CBF libere o atacante, Jardine tem a certeza de que haverá um efeito cascata.

O São Paulo quer a liberação de Antony, apesar de o atacante pedir para jogar pela Seleção.

O Athletico Paranaense não quer ceder o lateral esquerdo Renan Lodi.

O Fluminense consultou a CBF sobre a possibilidade de manter o atacante Pedro. E obteve como resposta que 'nenhum atleta convocado será liberado'.

Só que se o Santos conseguir não ceder Rodrygo, os outros clubes vão se sentir no direito de também não mandarem seus atletas para se juntar à Seleção Olímpica.

Peres já garantiu que não cederá.

Até porque não precisa valorizar o atacante.

Ele já foi vendido para o Real Madrid.

Por R$ 174 milhões.

O embate está marcado...

Vinicius Jr. aparece entre jovens mais caros do mundo. Veja lista