Cosme Rímoli Renato Gaúcho tem o melhor início no Flamengo da história. E defende público nos estádios

Renato Gaúcho tem o melhor início no Flamengo da história. E defende público nos estádios

Ao vencer o Grêmio por 2 a 0, ontem à noite, o treinador chegou à sua 14 vitória em 16 jogos. Nenhum outro treinador chegou a esses números na Gávea. Em todos os tempos

  • Cosme Rímoli | Do R7

Renato Gaúcho está afinado com o clube dentro e fora do campo. Recorde e defesa de público

Renato Gaúcho está afinado com o clube dentro e fora do campo. Recorde e defesa de público

Marcelo Cortes/Flamengo

São Paulo, Brasil

Renato Gaúcho segue fazendo história na vitória do Flamengo sobre o Grêmio, ontem no Maracanã, por 2 a 0.

Ele é o treinador com o melhor início de trabalho entre todos o que treinaram o rubro-negro.

Em 16 jogos, ele venceu 14 partidas, empatou uma e perdeu outra.

Aproveitamento de 84,6%. Marcou 50 gols e sofreu só 11. Saldo de 39.

Mas o técnico não estava preocupado com estatísticas.

Renato Gaúcho sabia que Felipão colocaria reservas. A goleada do Flamengo sobre o Grêmio, em Porto Alegre, por 4 a 0, havia selado a sorte 'antecipadamente' da disputa pela vaga à semifinal da Copa do Brasil.

E Renato tratou de fazer o mesmo. Poupar atletas para o confronto contra o mesmo clube, domingo no Maracanã. Seus reservas são muito melhores do que o de Scolari. E o Flamengo venceu por 2 a 0, dois gols de Pedro.

Mas além da classificação à semifinal da Copa do Brasil, contra o Athletico Paranaense, Renato tentou afastar a responsabilidade do 'já ganhou' e que está mais do que desenhada a decisão do torneio com o Atlético Mineiro. Assim também como a Libertadores da América.

"De maneira alguma (só disputam os dois). Tanto o Flamengo quanto o Atlético-MG estão bem, assim como o Palmeiras também. Não tem uma equipe que vai ganhar todos os jogos. Não tem uma equipe imbatível. O Flamengo vem ganhando. O Atlético vem ganhando. O Palmeiras vinha ganhando.

"(...) Eu penso aqui no Flamengo. O mais importante é o que estamos fazendo independente da competição. Estamos conseguindo as vitórias, subindo de produção e chegando nos que estão à frente no Campeonato Brasileiro. Hoje conseguimos a vaga para a semifinal da Copa do Brasil e estamos na semifinal da Libertadores. Tenho que me procurar com o meu grupo e buscar as classificações.

Renato seguiu a cartilha da direção do clube e defendeu a presença de público.

"Eu sou totalmente a favor dos torcedores voltarem aos estádios. Você tem um jogador de futebol que gosta da torcida no estádio. Você tem o cantor, você tem o ator de teatro, e ele quer o público. Seguindo os protocolos, qual é o problema?

"Vejo que muita gente quer aparecer em cima do futebol. Todo mundo acha que não pode entrar torcedor no estádio. Eu vejo tantas aglomerações por aí... não sou eu que vou dizer. Mas não vejo ninguém tomando providências", ironizou.

E seguiu falando firme, defendendo a liberação de torcedores.

"Não vejo ninguém se importando tanto. Por que só no futebol? Por que tem uma câmera, com as pessoas aparecendo? Se tiver que acabar com o público no futebol, que acabe em todos os locais. Eu vejo show de artistas, que eu não sou contra.

"Eu vejo outros tipos de shows e não vejo ninguém comentar, não vejo ninguém proibir. Então é o tal do futebol. O futebol faz com que todos apareçam na televisão. Se querem coibir o público do futebol, que partam para os outros locais também. Essa é a minha opinião."

City goleia e ofusca estreia do PSG na primeira rodada da Champions

Últimas