Cosme Rímoli Recordista de cartões no Palmeiras, Felipe Melo na zaga. Um risco

Recordista de cartões no Palmeiras, Felipe Melo na zaga. Um risco

Vanderlei Luxemburgo, fiel ao seu estilo egocêntrico, chama a atenção para o seu trabalho. E improvisa, aos 36 anos, o violento Felipe Melo na zaga

Felipe Melo, Palmeiras, zagueiro, Vanderlei Luxemburgo, Florida Cup

Luxemburgo 'inventa' Felipe Melo como zagueiro. Aposta alta demais

Luxemburgo 'inventa' Felipe Melo como zagueiro. Aposta alta demais

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Quem acompanhou o dia-a-dia de Vanderlei Luxemburgo sabe.

Ele tem dois truques para se impor quando chega em um clube.

Quando acumulava títulos importantes, ele se enchia de coragem e enfrentava um ídolo da equipe.

Tomava essa atitude para se impor diante do grupo, diretoria, imprensa e torcida.

Dispensou Giovanni do Santos, o goleiro Ronaldo do Corinthians e antecipou o fim da carreira de Marques no Atlético Mineiro.

Só não proibiu Marcos de dar entrevista e tirou sua faixa de capitão do Palmeiras por conta da diretoria do clube, em 2008.

A quatro meses de completar 68 anos e sem ganhar um título importante desde 2004, quando foi campeão brasileiro pelo Santos, sabe que não tem o mesmo prestígio. 

E sem poder peitar qualquer jogador importante do Palmeiras de 2020, ele opta por uma 'invenção perigosa'.

A cinco meses de completar 37 anos, Felipe Melo será zagueiro. Atuará improvisado do lado direito da defesa, cobrindo Marcos Rocha.

O jogador tem 1m83 é ótimo no jogo aéreo.

E ótima visão de jogo.

Mas, sua explosão muscular não é mais a mesma.

Tanto que, desde a sua volta ao Brasil, em 2017, ele se tornou o recordista na história do Palmeiras. 

São 58 cartões entre amarelos e vermelhos.

Jamais um atleta recebeu tantas advertências com camisa verde.

A grande maioria destes cartões foi por conta de faltas.

Não por violência, mas por atraso na hora de 'dar o bote', travar a bola.

O adversário, mais rápido, toca e o volante acertava 'para valer' a perna de quem dividia a bola.

Vanderlei também procurou, de maneira discreta, tirar Felipe Melo do meio de campo.

Ele era responsável pela lentidão da saída de bola.

Bruno Henrique e Ramires ou Matheus Fernandes deixarão o time muito mais ágil.

Felipe Melo tem se mostrado obediente na Florida.

Vai se aventurar na posição.

Sabe do risco que corre.

Assim como o time.

Mas Vanderlei é assim.

Tem de chamar a atenção sobre o seu trabalho.

Seu ego o obriga.

Quem o conhece de 1989 sabe que é assim...

Mercado da Bola 2020: veja quem saiu e quem chegou no seu time